10 toneladas de comida saudável foram doados no sudoeste do Paraná

Compartilhe esta notícia.

Neste sábado, 25/07, dia do agricultor e da agricultora familiar e dos motoristas, o Fórum Regional das Organizações e Movimentos Populares do Campo e da Cidade do Sudoeste do Paraná e outras organizações sindicais, populares e estudantis ligadas ao comitê Resistência e Solidariedade realizaram uma ação de solidariedade nos municípios de Pato Branco e Clevelândia.

Foram arrecadados mais de 10 toneladas de alimentos, além de produtos de higiene e roupas, vindos de agricultores familiares, que são responsáveis por mais de 70% da alimentação brasileira, atingidos por barragens, assentados, acampados e trabalhadores(as) urbanos para a organização de mais de 300 cestas de alimentos saudáveis, onde foram beneficiados aproximadamente 1400 pessoas.

A ação é resultado de uma campanha de solidariedade que tem como objetivo arrecadar alimentos ou dinheiro para a compra de cestas às famílias da região. Até o momento já foram doados mais de 30 toneladas de alimentos na região, desde que iniciou a campanha, em abril.

João Carneiro, do Sindicato dos Empregados no Comércio de Pato Branco, destaca a relevância da ação. “Esta ação é muito importante, principalmente nesse momento em que nós vivemos, em que a classe trabalhadora está passando por mais dificuldades, assim, esta ação é extremamente importante para aqueles nossos irmãos que passam por mais dificuldades”, diz Carneiro.

Em Pato Branco foram entregues 200 cestas de alimentos, distribuídas a moradores de sete bairros da cidade, que se encontram famílias com maior índice de desemprego, além de famílias que não são atendidas pela assistência social do município. Também foram distribuídos alimentos a Associação de Proteção e Assistência aos Condenados – APAC.

Entrega das cestas em bairros de Pato Branco.

No município de Clevelândia, além de atender famílias de bairros periféricos, as mais de 100 cestas foram entregues também a famílias indígenas que moram em um bairro da cidade, e em uma ocupação urbana, que luta a algum tempo pela regularização dessa área.

“Esta data que é muito importante, que é dia do agricultor e dia do motorista, que é bom lembrar, e nesta data tão especial estamos fazendo esta ação de apoio e de levar o alimento a todas essas famílias que passam por necessidades nesse momento”, ressalva João Carneiro.

As ações de solidariedade são resultados de um trabalho coletivo, que já vem sendo desenvolvido na região através da plataforma da comida saudável. Uma proposta política e produtiva, que tem por objetivo a produção de alimentos saudáveis e em quantidades suficientes para os trabalhadores e trabalhadoras.

Entrega de cestas as famílias do município de Clevelândia.
Herança de solidariedade

A região Sudoeste do Paraná historicamente tem cumprido um importante papel de articulação entre as organizações populares. Este período de grandes ofensivas do capital, exige ainda mais que a articulação e a unificação se fortaleçam e se concretizem em lutas e pautas comuns da classe trabalhadora.

Com a revolta dos colonos em 1957, onde foram tomadas cidades, sedes destruídas, e a expulsão dos jagunços, foi o momento da construção de uma rede de solidariedade entre os colonos e posseiros para a reconstrução de casas, plantações, escolas e das comunidades. Naquele momento foi a solidariedade que garantiu as condições para os colonos.

Esta ação se soma as demais já realizadas na região, pois diante da crise social que o país esta enfrentando, é necessário também que a atitude de solidariedade entre os trabalhadores seja realizada, na garantia do mínimo para uma vida digna, principalmente neste momento de pandemia, não eximindo a responsabilidade do Estado em garantir os direitos sociais básicos.

Clique aqui para ler mais sobre AGROECOLOGIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *