APP denuncia que governador não cumpre compromissos da greve

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Professor Hermes no ato contra Beto Richa na Boca Maldita. Foto: Joka Madruga

Durante ato realizado na tarde desta quarta-feira, 29 de julho, em memória do massacre de 29 de abril, o presidente da APP Sindicato, Hermes Leão, concedeu entrevista exclusiva ao Terra Sem Males.

Ele falou sobre manter a memória da população sobre o massacre; da vigilância quanto aos desdobramentos das investigações sobre as responsabilidades; comentou sobre a recusa da presidência da Assembleia Legislativa quanto aos pedidos de impeachment; e acusou o governador Beto Richa de descumprir compromissos assumidos e que culminaram no fim da greve da categoria. Confira:

Para não esquecer

“Esse ato aqui na Boca Maldita se soma a centenas de outros atos que estão acontecendo no dia de hoje no Paraná inteiro. É uma data de memória, dos 90 dias do 29 de abril, em que a gente traz essa memória no sentido de que essa violência nunca mais se repita”.

Apuração do Ministério Público

“A gente denuncia que estamos vigilantes sobre os desdobramentos da apuração das responsabilidades da violência do dia 29 de abril. O Ministério Público já denunciou o governador do estado e o deputado Francischini, que era o secretário de segurança, fora os coronéis da Polícia Militar. Nós queremos acompanhar esse processo de investigação e de apuração das responsabilidades”.

Governador não cumpre compromissos assumidos pelo fim da greve

“Estamos demonstrando que o governador não cumpre com dois compromissos importantes da primeira greve, inclusive compromissos que estão na carta compromisso: um deles é a licença prêmio, um direito de três meses de licença após cinco anos de serviço, estava suspenso para o ano todo e a greve recolocou esse direito”.

Hermes também falou do adiamento do PDE, que é o Programa de Desenvolvimento Educacional e seleciona professores que ficam afastados da sala de aula pra fazer trabalho de pesquisa junto às universidades estaduais. “O governo de uma hora para outra divulgou que vai adiar para fevereiro de 2016. Então nós estamos acompanhando pelo meio jurídico e também estamos aqui mobilizados”.

Aniversário de Beto Richa

“O andar do calendário vai colocando novos descompromissos do governador. Por isso que também por coincidir com o aniversário dele, foi devidamente lembrado com a nossa crítica forte à liderança desse político que realmente colocou uma crise econômica, moral, ética aqui no Paraná”.

Recusa de três pedidos de impeachment de Beto Richa pela presidência da Assembleia Legislativa do Paraná

“Demonstra mais uma vez, que embora a gente tenha feito uma modificação forte na Assembleia Legislativa do Paraná, com deputados que se deslocaram e se colocaram como independentes, o presidente da casa ainda mantem uma maioria governista subalterna absolutamente no cabresto do poder executivo. Demonstra o conchavo com que eles lidam os três poderes e no caso especificamente o poder executivo junto com o poder legislativo do Paraná, de uma forma que eles colocam esses dois poderes como balcão de negócios das famílias e do grupo político deles. Não são dirigentes. Nem o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, nem o governador do estado, do grupo de sustentação política dessas duas frentes de poder, não são lideranças preocupadas com a maioria da população. Eles são pessoas vinculadas a uma cultura de estado autoritário e antidemocrático. Não estão preparados para serem dirigentes, homens públicos, para um estado democrático de direito. Então a gente tem feito essa denúncia, é um absurdo essa negação de tudo que aconteceu. Os deputados fazem um movimento como se nada tivesse acontecido, especialmente aqueles que estavam no camburão”.

Saiba mais: Ato na Boca Maldita relembra três meses do massacre de 29 de abril

Relembre o Massacre do Centro Cívico em imagens

Trabalhadores escracham Beto Richa no dia do seu aniversário

Por Paula Zarth Padilha
Terra Sem Males 

Um comentário em “APP denuncia que governador não cumpre compromissos da greve

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *