As 10 afirmações mais cretinas do agora ex-governador

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Nesta sexta-feira, 6/4, o ex-governador Calos Alberto Richa renunciou ao mandato para concorrer ao Senado. Para marcar o fim de uma era nada agradável, separamos dez frases ditas pelo ex-governador que traduzem bem o que foram esses anos. Confira!

1 – Uma pessoa com curso superior muitas vezes não aceita cumprir ordens

Foi essa a resposta que o então governador deu em 2012 para a reivindicação de que os policiais contratados pelo Estado tivessem diploma de curso superior. A gente começava a conhecer a relação de Richa com a educação. Confira aqui

2 – O melhor está por vir

Foi uma das declarações que ele deu em entrevista após a vitória no primeiro turno. Vale lembrar que o Paraná estava quebrado naquela ocasião e, provavelmente, o pacote de maldades, que aumentou impostos e cortou direitos do funcionalismo, já estava sendo elaborado. Confira aqui

3 – Quem mais saiu machucado fui eu

O pacote de maldades foi aprovado às custas de um massacre que deixou cerca de 400 manifestantes feridos. Depois de ter investido R$ 1 milhão em aparato policial, foi essa a declaração do cínico ex-governador. Confira aqui

4 – A pauta da saúde está esgotada

Em meio a toda aquela turbulência do massacre e uma greve geral do funcionalismo, foi essa a declaração que ele deu ao ser perguntado sobre a pauta da Saúde. Vale dizer que única pauta da saúde que andou nesses sete anos foi o Plano de Carreira que a justiça ordenou que o Plano desencantasse após uma greve que durou 26 dias. Confira aqui

5 – Ele é apenas um primo distante

Foi a declaração dada por Richa ao ser questionado sobre a participação do seu primo Luiz Abi Atoun em um esquema de corrupção na Receita Estadual. A tentativa de disfarce foi tamanha que a assessoria do ex-governador chegou a apagar o primo de uma foto em que ele estava com o então governador. Confira aqui

6 – Não sabem nem porque estão protestando

Esse foi o pronunciamento de Richa sobre os estudantes que ocuparam mais de mil escolas em todo o Paraná para lutar contra a Reforma do Ensino Médio e o congelamento dos investimentos em saúde e educação. Confira aqui

7 – Não vou mais tolerar demandas insaciáveis

Foi a frase do governador depois de anunciar oficialmente que aplicaria o calote no reajuste salarial do funcionalismo. Reajuste que ele mesmo propôs após desrespeitar a lei da data-base em 2015. Confira aqui

8 – Nós não temos maquininha para fabricar dinheiro

Disse o então governador em 2016 durante uma manifestação do funcionalismo que exigia progressões e promoções atrasadas há mais de um ano. Confira aqui

9 – Mentira dele, mentira!

Disse o governador em resposta à declaração do delegado de Laranjeiras do Sul. O delegado afirmou que a investigação a respeito dos tiros contra a caravana do ex-presidente Lula não eram mais ágeis devido à falta de infraestrutura da polícia. Confira aqui

10 – Sempre têm os esquerdopatas no meio do funcionalismo

Disse governador ainda em resposta ao delegado de Laranjeiras do Sul. Mais tarde a Associação que representa os delegados do Estado confirmou as condições precárias da perícia na Região e em todo o Estado.

Texto: Marcio Mittelbach/SindSaúde PR

Foto: Solange Benasulin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *