Atingidos por barragens protestam e bloqueiam rodovia 163 no sudoeste do Paraná

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Por Lunéia de Souza

Cerca de 250 militantes do Movimento dos atingidos por Barragens (MAB) e integrantes de organizações da Frente Brasil Popular (FBP) realizaram bloqueio na BR 163, próximo a ponte do Rio Iguaçu no município de Realeza, no Paraná. A rodovia liga as regiões oeste e sudoeste do estado. As pautas da mobilização são:

a) A garantia de direitos dos atingidos pela UHE Baixo Iguaçu;

b) Plano de desenvolvimento regional; e

c) A defesa da democracia e dos direitos da classe trabalhadora.

A UHE Baixo Iguaçu está sendo construída a quase 3 anos. E até o momento, o consórcio Geração Céu Azul (Neoenergia e Copel) ainda não apresentou proposta de indenização, que garanta um preço justo aos atingidos. Além disso, também não apresentou áreas para reassentamento. Os atingidos reclamam que a empresa tem cancelado as reuniões de negociações que haviam sido marcadas e tem agido no sentido de pressionar as famílias a permitirem a entrada de funcionários e técnicos nas propriedades.

“A empresa vêm empurrando as negociações com os atingidos com a barriga, a situação beira ao caos, não apresentam propostas concretas e nem condizentes com a realidade. É um absurdo, um crime que uma empresa que prometeu desenvolvimento para o povo tem promovido apenas sofrimento, angustia e ansiedade”, afirma Ailton Padinha, da coordenação do MAB.

Na semana passada o consórcio composto pela Neoenergia e pela Copel cancelaram reunião de negociação com os atingidos marcada para hoje, dia 10. O protesto segue hoje(10) a tarde.

anuncio-tsm-posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *