Audiêcia pública no Paraná criticou o projeto de terceirização dos trabalhadores

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Plenária foi tomada pelas centrais sindicais contrárias ao projeto de lei das terceirizações. Foto: Joka Madruga

Aconteceu nesta sexta-feira (19), uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Paraná para debater o projeto de Lei Complementar 30 (antigo PL4330), que autoriza as terceirizações em toda a cadeia produtiva de uma empresa. O projeto, já aprovado pela Câmara dos Deputados, tramita agora no Senado.

A audiência foi presidida pelo senador Paulo Paim (PT-RS), presidente da Comissão de Direitos Humanos do Senado. A Comissão realiza audiências em vários estados brasileiros, para ouvir a opinião dos trabalhadores sobre o tema. Ao final foi aprovada a Carta dos Paranaenses contra o Projeto de Terceirização.

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Paraná, presidida pelo deputado Tadeu Veneri apoiou o evento. Estiveram presente também os senadores Roberto Requião e Gleisi Hoffmann e também a vice-prefeita de Curitiba Miriam Gonçalves.

Confira abaixo a opinião de algumas lideranças que estiveram na atividade:

Senador Paulo Paim. Foto: Joka Madruga
Roberto Requião, senador. Foto: Joka Madruga
Elias Jordão, presidente do Sindicato dos Bancários de Curitiba e região. Foto: Joka Madruga
Adriana Claudia Kalckmann, direto do Sismuc. Foto: Joka Madruga
Márcio Kieller, vice-presidente da CUT-PR. Foto: Joka Madruga
André Castelo Branco Machado, bancário. Foto: Joka Madruga

Joka Madruga
Terra Sem Males, com informações do site do deputado Tadeu Veneri

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *