Audiência Pública em Curitiba irá problematizar retrocessos na educação

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

O debate será sobre a pseudoneutralidade que visa aniquilar as práticas docentes

Nesta quarta-feira, 20, acontecerá a Audiência Pública sobre educação, com o tema “PROFESSORES/AS SILENCIADOS/AS: desafios de um novo cenário”, na Câmara Municipal de Curitiba, no Auditório do Anexo II, às 14h. De iniciativa do Mandato da Vereadora Professora Josete e aprovada conforme o Requerimento número 407.00023.2017, os trabalhos da Audiência serão encaminhados com base na Nota Técnica nº 002/2017 da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, do Ministério Público Federal (MPF) e nos debates realizados durante a Audiência Pública, chamada de Ofício pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), em maio deste ano.

A Nota Técnica do MPF abordou o assunto: “Notificação extrajudicial”, voltada a proibir a discussão sobre questões de gênero e orientação sexual nas escolas. No tocante à Audiência Pública chamada de Ofício pela CIDH, discutiu-se sobre o tema Direitos Humanos e Educação Livre, Plural e Sem Censura no Brasil. A mesa será composta por representantes das seguintes entidades: Laboratório de Investigação em Corpo, Gênero e Subjetividades na Educação, da Universidade Federal do Paraná (LABIN/UFPR), Comissão de Estudo Sobre Violência de Gênero, da Ordem dos Advogados do Brasil – Paraná (CEVIGE/OAB-PR) e Grupo Dignidade, além de representantes dos profissionais da educação do município.

As inscrições para a Audiência Pública podem ser feitas no link goo.gl/byx7Td.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *