Bancárias lançam cartilha nos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

A violência contra a mulher vem tomando proporções alarmantes nos últimos anos. Esse tipo de violência tem várias facetas e muitas vezes desemboca no assassinato.

Esse crime é caracterizado pelo código penal brasileiro como feminicídio e, geralmente, é precedido por determinadas circunstâncias de violência, tais como racismo, violência conjugal, violência moral e psicológica ou violência econômica.

Para combater o feminicídio é preciso uma grande campanha junto à população, pois muitas vezes um comportamento violento inicialmente pode ser confundido com ciúmes, mas deve servir de alerta para a mulher.

Para contribuir nessa luta, a Federação dos Bancários (Fetec-CUT-PR) e seus Sindicatos filiados estão lançando uma cartilha com explicações sobre os diversos conceitos inerentes ao tema e sobre como a vítima deve se proteger. O lançamento será nesta sexta-feira, 01 de dezembro, em tenda montada na Boca Maldita, às 10h00. A distribuição da cartilha será feita por mulheres bancárias até as 17h00 (posteriormente, os Sindicatos farão a distribuição junto à categoria).

O lançamento integra a campanha “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher”, que teve início em 25 de novembro e só termina em 10 de dezembro. A campanha é encampada por inúmeras organizações feministas ou humanitárias.

Por Renata Ortega/SEEB Curitiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *