Bancários do Paraná percorrem agências para lançamento da Campanha Nacional 2018

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Ações nos locais de trabalho no Paraná começaram nesta semana nas cidades de Apucarana, Cornélio Procópio, Curitiba e Paranavaí

Os Sindicatos filiados à Federação dos Trabalhadores em Empresas de Créditos do Paraná (FETEC-CUT-PR) iniciaram nesta semana de Copa do Mundo as visitas aos locais de trabalho dos bancários, nas agências e centros administrativos, para informar a população do início das negociações com os banqueiros sobre questões salariais, saúde, condições de trabalho e segurança.

A Campanha Nacional dos Bancários 2018 é a primeira realizada após a entrada em vigor da Reforma Trabalhista e, com a data-base em 01 de setembro, os direitos dos bancários estão garantidos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) somente até o dia 31 de agosto.

Os bancários possuem uma campanha e negociação unificada que resulta numa mesma CCT com isonomia para todo o país há mais de 25 anos e contempla os trabalhadores de bancos públicos e privados. O debate sobre a pauta de reivindicações é feito em etapas, com conferências regionais, estaduais e uma nacional, para deliberação da minuta de reivindicações. O documento foi protocolado junto à Fenaban, a Federação Nacional dos Bancos, entidade patronal que negocia com os trabalhadores, no dia 13 de junho.

Nesta semana, os sindicatos reunidos na regional Vida Bancária já realizaram o lançamento da Campanha nas cidades de Apucarana e Cornélio Procópio, e as ações continuam nos próximos dias em Londrina e Arapoti.

José Roberto Brasileiro, presidente do Sindicato de Apucarana, afirma que o lançamento da Campanha de forma conjunta pelas entidades do Vida Bancária fortalece a mobilização das bases, o que é fundamental para este ano.

“Esta é a primeira Campanha Salarial que temos após a aprovação da reforma trabalhista e os bancos já estão colocando em prática as mudanças na legislação, tirando proveito disso para retirar direitos e desestabilizar a organização da categoria”, alerta.

Os dirigentes da regional Pactu já estiveram nas agências em Paranavaí e vão percorrer os locais de trabalho de Guarapuava, Umuarama, Campo Mourão e Toledo.

Na regional Curitiba, o lançamento acontece nesta quinta-feira, 21 de junho, na Boca Maldita. Para Elias Jordão dirigente da Executiva da FETEC/PR e presidente do Sindicato dos Bancários de Curitiba, a luta dos bancários neste ano será bem mais ampla que apenas a luta das questões específicas. “Os bancários foram atingidos pelas leis que mudaram a CLT em mais de 100 artigos. Foram atingidos na lei que autorizou a terceirização total. Por isso, é nosso papel também, informar quem foram os Deputados e Senadores que acabaram com direitos históricos”, alertou. “E vamos seguir defendendo as lutas especificas, como a correção salarial, a PLR, a defesa do emprego, condições de trabalho e o combate ao assédio moral. Mas tudo isso não impede o diálogo cidadão com a população. Vamos falar sobre o retrocesso imposto aos trabalhadores com retirada de direitos históricos”, diz.

A primeira negociação com os banqueiros está marcada para 28 de junho, em São Paulo. Os bancários do Paraná que participam das reuniões são o presidente do Sindicato de Curitiba, Elias Jordão, e o presidente da FETEC, Junior Cesar Dias.

Minuta de reivindicações

Na Campanha Nacional dos Bancários 2018, as prioridades da categoria são aumento real, PLR maior, defesa da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) para todos, manutenção dos direitos, dos empregos e que qualquer tipo de alteração na forma de contratação seja feita via negociação coletiva. Os trabalhadores cobram, ainda, o fim do assédio moral e fazem a defesa intransigente dos bancos públicos e da sua função social para o desenvolvimento do Brasil.

Fonte: FETEC-CUT-PR
Fotos: Sindicatos filiados/FETEC-CUT-PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *