Comissão do Senado quer esclarecimentos sobre monitoramento do MST pelas Forças Armadas

Compartilhe esta notícia.

Ministro da Defesa Raul Jungmann deverá explicar informação que constava nos mesmos áudios que causaram exoneração de Romero Jucá do Ministério do Planejamento

Por Paula Zarth Padilha
Terra Sem Males

A Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal quer ouvir Raul Jungmann, Ministro da Defesa do governo interino, sobre suposta participação de generais e comandantes militares em ações de monitoramento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

O monitoramento do MST e de outros movimentos sociais pelas Forças Armadas, sob a justificativa de que não criassem perturbações, ficou subentendido em áudios do então Ministro do Planejamento Romero Jucá. Ele foi exonerado após divulgação do conteúdo dos áudios em que ele falou de um pacto para deter o avanço da Operação Lava Jato como consequência do afastamento da presidente eleita Dilma Rousseff.

O senadores João Capiberibe e Paulo Paim pediram as explicações por não ser parte das atribuições das Forças Armadas participação na vida política nacional nem no monitoramento de movimentos sociais.

As informações são da Agência Senado

anuncio-tsm-posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *