Curitiba sedia 1ª Festa da Economia Solidária neste sábado (15)

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Evento que celebra a comercialização de produtos sustentáveis será realizado no Espaço Cultura dos Bancários, com entrada gratuita

A 1ª Festa da Economia Solidária será realizada em Curitiba no próximo sábado, 15 de dezembro, no Dia Nacional da Economia Solidária. A promoção dessa forma de produção e comercialização de produtos artesanais, naturais e agroecológicos, com desenvolvimento sustentável e responsável, baseado no cooperativismo, é uma das ações desenvolvidas pelo Ministério do Trabalho, já anunciadamente extinto pelo governo Bolsonaro.

O Dia Nacional da Economia Solidária, em 15 de dezembro, é uma homenagem a Chico Mendes e foi instituído na data de aniversário do seringueiro e ambientalista que representou a resistência contra o avanço do latifúndio nas florestas amazônicas.

Em 2003, primeiro ano do governo Lula, foi criado o Conselho Nacional de Economia Solidária, para estabelecer diálogo entre o governo federal e a sociedade civil visando políticas públicas direcionadas para esses trabalhadores.

No ano seguinte, o Banco Central do Brasil aprovou a constituição da Ecosol , Central de Cooperativas de Crédito de Economia Solidária, propiciando o acesso ao crédito voltado ao desenvolvimento local via projetos de economia solidária.

Na luta pelo desenvolvimento da Economia Solidária, também estão presentes diversos movimentos sociais e organizações que representam os empreendimentos solidários, organizados em cooperativas, associações e com braços nas entidades de classe, como ocorre na CUT, que no Paraná possui uma Agência de Desenvolvimento Solidário (ADS/CUT) para a promoção da economia solidária, atuando na mobilização e na defesa desses pequenos produtores.

Os princípios de organização da prática de produção e de comércio solidários incluem desenvolvimento sustentável, autogestão e trabalho coletivo.

Em março de 2016 foi sancionada em Curitiba a Lei 14.786, instituindo a Política de Fomento à Economia Popular Solidária, que também criou o Conselho Municipal de Economia Popular Solidária. A lei estabelece que a Prefeitura dê apoio às iniciativas voltada para a economia popular solidária, que também prevê distribuição igualitária das vendas entre os produtores associados às cooperativas.

No Paraná, são 1004 empreendimentos solidários cadastrados na Senaes, a Secretaria Nacional de Economia Solidária, totalizando 75.968 associados, sendo que os últimos dados disponíveis são do ano de 2017.

Ainda está em vigor até 2019 o 1º Plano Nacional de Economia Solidária (2015-2019), instrumento de orientação das políticas públicas, construído com a participação popular da economia solidária, durante a 3ª Conferência Nacional de Economia Solidária, realizada em 2014.

Acesse e acompanhe outras informações sobre economia solidária no Observatório Nacional da Economia Solidária e do Cooperativismo

1ª Festa da Economia Solidária

Data: sábado, 15 de dezembro de 2018
Horário: das 9h às 21h
Local: Espaço Cultural dos Bancários (Rua Piquiri, 380, Curitiba)
O que terá lá: feira de produtos da economia solidária, como alimentos orgânicos, artesanato, cosméticos naturais, brinquedos, entre outros.
Entrada gratuita.

Fonte: FETEC-CUT-PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *