Deputado tucano agride trabalhador da Petrobrás em Santa Catarina

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Deputado estadual Marcos Vieira (PSDB/SC) ficou irritado com protesto contra o PLS 131 e partiu para cima do sindicalista

Dirigentes do Sindipetro foram até a Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), em Florianópolis, nesta segunda-feira (10) para protestar contra o Projeto de Lei do Senado 131/2015, de autoria de José Serra (PSDB/SP), que retira o direito da Petrobrás ser a operadora exclusiva na área do pré-sal. Serra estava na Alesc para participar da reunião da Executiva Estadual do PSDB.

O protesto, que era para ser pacífico, acabou em violência. O deputado estadual Marcos Vieira, líder da bancada tucana na Assembleia, em um ato antidemocrático e de extrema truculência, partiu para cima de um dos dirigentes do Sindipetro e desferiu golpes contra ele.

O sindicalista agredido foi até a delegacia para registrar boletim de ocorrência e apresentou queixa crime por lesão corporal contra o deputado. Em seguida, se dirigiu até o Instituto Geral de Perícia de Florianópolis para realizar o exame de corpo delito.

O Sindipetro Paraná e Santa Catarina externa seu repúdio ao ato violento do parlamentar e se solidariza com o companheiro agredido. “Isso mostra que estamos incomodando os entreguistas do patrimônio nacional. Quando não se tem argumentos, a violência torna-se a opção dos imbecis. Isso não nos intimida; muito pelo contrário, nos motiva e mostra que estamos no caminho certo”, declarou o presidente do Sindicato, Mário Alberto Dal Zot.

A violência é o último refúgio do incompetente
Isaac Asimov, escritor russo

Davi Macedo
Sindipetro Paraná e Santa Catarina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *