Economistas criticam ajuste fiscal durante Ciclo de Debates

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Na última sexta-feira, 07 de agosto, o Instituto Democracia Popular (IDP) promoveu no Senge PR mais uma etapa do Ciclo de Debates sobre Economia do Trabalho e Sindicalismo. Os professores de Economia da Unicamp Amilton Moretto e Eduardo Pagnani falaram sobre os temas políticas sociais e proteção à renda do trabalho no contexto do atual cenário brasileiro.

Os dois economistas engrossam as críticas ao recente ajuste fiscal promovido pelo governo federal. “O corte de gastos sociais e dos investimentos em infraestrutura para pagar juros da dívida pública impacta na camada mais pobre. Gastos importantes sendo cortados atingem grande parte da população”, afirma Moretto. A consequência imediata do ajuste fiscal é a piora do mercado de trabalho com o crescimento do desemprego.

Para Eduardo Pagnani, até o ano de 2014 o Brasil não tinha crise econômica, se comparado ao resto do mundo, que permanece em crise desde 2008. “O governo errou. Nós não estávamos em crise, agora estamos. A continuidade do ajuste fiscal vai fortalecer composições de grupos conservadores”.

Continue lendo

Por Paula Zarth Padilha
SEEB Curitiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *