Filme alagoano vence prêmio de melhor ficção em Festival Nacional de Curtas

Compartilhe esta notícia.

A Barca, de Nilton Resende, é baseado no conto de Lygia Fagundes Telles

O I Festival Nacional de Curtas do Cinema da Fundação On-line – FestCurtas Fundaj 2020 divulgou a lista dos premiados da sua primeira edição. Entre eles, o curta alagoano A Barca(2019), de Nilton Resende, foi o grande vencedor do prêmio de Melhor Ficção.

Ao todo, o festival pernambucano recebeu 520 inscrições de filmes de 21 estados, além de oito inscrições de brasileiros que moram no exterior. Os trabalhos recebidos são dos diversos gêneros, técnicas e abordagens sociais e culturais. Durante todo o festival, o prêmio obteve mais de 100 mil acessos e 4.600 votos do público. A mostra aconteceu entre os dias 07 de 12 de julho.

Cena do curta A Barca. Foto: Vanessa Mota
Cena do curta A Barca. Foto: Vanessa Mota

O júri da premiação foi composto pelo diretor Camilo Cavalcante, o distribuidor Bernardo Lessa e a pesquisadora Amanda Mansur. Os filmes concorreram aos prêmios de Melhor Ficção, Documentário e Animação, além do Prêmio Cinemateca Pernambucana e Prêmio do Público. Os curtas premiados são dos estados de Minas Gerais, Sergipe, Alagoas, Pernambuco e Rio de Janeiro. As menções foram para São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio de Janeiro.

Premiação

Os diretores premiados de outros estados receberão passagens aéreas e diárias para participarem da Mostra presencial do FestCurtas Fundaj, no Cinema da Fundação, no Recife.

Os filmes serão exibidos na programação do cinema, durante uma semana cada, assim que o equipamento for reaberto. Os diretores premiados do Estado de Pernambuco e o diretor do FestCurtas Prêmio Cinemateca Pernambucana da Fundação Joaquim Nabuco, além de participarem da Mostra FestCurtas Fundaj 2020 presencial, receberão passe livre para frequentarem as salas do Cinema da Fundação (com um acompanhante), durante dois meses, tão logo o cinema volte a funcionar normalmente.

Curta A Barca. Dirigido e Escrito por Nilton Resende
Curta A Barca. Dirigido e Escrito por Nilton Resende

Fonte: O Que Os Olhos Não Veem

Clique aqui para ler mais sobre CULTURA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *