Fórum dos Servidores convoca trabalhadores para greve geral

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Orientação é para que sindicatos realizem assembleias indicando a paralisação

Por Gustavo Henrique Vidal
Fórum dos Servidores

Em resposta ao ataque do governo Beto Richa (PSDB) ao reajuste dos servidores, o Fórum das Entidades Sindicais do Paraná (FES) orienta aos sindicatos de base a convocar assembleias para discutir a Greve Geral.  A definição pela paralisação foi acertada na manhã desta terça-feira (04) pela Coordenação do Fórum aos sindicatos que ainda não têm decisão pela Greve.

O FES realizou, na tarde hoje, manifestação na Assembleia Legislativa (Alep) com a distribuição de nota de repúdio à Mensagem 43 do Executivo, que condiciona a implantação do reajuste, em janeiro de 2017, à liquidação do pagamento de progressões e promoções devidas ao funcionalismo.

A Coordenação do FES irá oficializar ao governo, nesta semana, a pauta de reivindicações que garanta a manutenção da data-base, a retirada do calote da Alep e o pagamento das progressões e promoções.

No dia 10, todos os sindicatos se reunirão em plenária ampliada em Curitiba para discutir as mobilizações. Às 14h, na passarela da Alep, uma coletiva de imprensa apresentará a posição final dos servidores. Na terça-feira, 11, nova manifestações nos corredores da Casa do Povo contra o calote.

As mobilizações também são uma reação às declarações do secretário da Fazenda, Mauro Ricardo, de que o Estado só poderá pagar o reajuste dos servidores em 2018. Para o FES, esta posição indica o real objetivo do governo, que é o de não pagar nem mesmo as progressões e promoções que estão condicionadas ao limite da Lei de Responsabilidade Fiscal, conforme a proposta, e acaba por tempo indeterminado com a data-base dos servidores.

O FES reforça aos servidores que é inaceitável que a categoria pague a conta, mais uma vez, pela má gestão de Richa. Os servidores já tiveram que engolir bala de borracha a dentro um rombo de oito bilhões de reais na Paranaprevidência, além de negociar um calote no reajuste de 2015. Agora, voltam a ser penalizados por um governo que elevou impostos à população e desconta a falta de competência em quem mantém os serviços do Estado.

anuncio-tsm-posts

Um comentário em “Fórum dos Servidores convoca trabalhadores para greve geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *