Fruet prorroga contrato milionário com a Cavo nas vésperas de seu encerramento

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Mudança do contrato foi realizada na manhã do dia 23 de agosto, dois dias antes do término. Concorrência só ocorre em 2017.

por Manolo Ramires
Terra Sem Males

O contrato entre a empresa CAVO Serviços e Saneamentos e a Prefeitura de Curitiba foi renovado às vésperas de seu encerramento. Firmado em abril de 2011 pelo prefeito Beto Richa, o contrato vem sofrendo diversos aditivos e seria encerrado definitivamente no dia 25 de agosto de 2016 com o valor de R$ 629 milhões iniciais e R$ 750 milhões efetivamente pagos.

Contratada para fazer a coleta de lixo e manutenção e monitoramento do Aterro Sanitário, a empresa Cavo vem conseguindo sucessivos prorrogações em seu contrato com a Prefeitura de Curitiba. A última divulgação ocorreu na manhã do dia 23 de agosto, às 09h12. Agora, de acordo com o Portal da Transparência de Curitiba, o contrato assinado em 26 de abril de 2011 vai ser estendido até 26 de abril de 2017.

fruet-cavo-1

Minutos antes, esse mesmo contrato, registrado por meio de concorrência pública, tinha como prazo limite 25 de agosto de 2016. Em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura, a reportagem foi informada da realização de audiência pública no último dia 16 de agosto. O evento tinha por objetivo divulgar a realização de parceria público privada com empresa que deve gerir a coleta e transporte de resíduos sólidos na cidade.

A “consulta pública que ficará aberta de 16 de agosto a 14 de setembro. Concluída essa fase, será lançado o edital da concorrência pública internacional que vai selecionar uma empresa para a prestação do serviço de coleta e transporte de resíduos pelos próximos 15 anos”, explica a Prefeitura.

fruet-cavo-2

A próxima empresa que gerir o lixo da capital pode receber R$ 2,759 bilhões, segundo edital de concorrência. De acordo com o Livre.jor, Curitiba deve gerar 714 mil toneladas anuais, gastando R$ 218,7 milhões enquanto a arrecadação com o imposto se limitou a R$ 95,3 milhões. Contudo, no edital, a Prefeitura já habilita empresas capazes de fazer a “prestação de serviços de coleta e transporte de resíduos sólidos na quantidade mínima anual de 140.000 (cento e quarenta mil) toneladas”. O edital ainda destaca que “o novo sistema pretende ainda melhorar as condições de trabalho dos catadores de lixo e ampliar a abrangência do projeto Eco-Cidadão, por meio de investimentos em equipamentos, manutenção e treinamento”, argumenta a gestão Fruet.

A consulta pública sobre o lixo deve ocorrer apenas após as eleições municipais. Já em 2017 devem ser abertas as propostas. Até lá, a Cavo segue gerindo o lixo municipal.

anuncio-tsm-posts

Um comentário em “Fruet prorroga contrato milionário com a Cavo nas vésperas de seu encerramento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *