Haddad anuncia engajamento com movimentos sociais e populares para fortalecer democracia

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta segunda-feira, 24 de setembro, o candidato do Partido dos Trabalhadores à presidência da República, Fernando Haddad, afirmou que a democracia está ameaçada diariamente e que sua campanha irá se associar aos movimentos sociais e populares em respeito à democracia popular.

Haddad esteve na sede da Polícia Federal, em Curitiba, em visita ao ex-presidente Lula, acompanhado do secretário de finanças do PT, Emidio Pereira de Souza, ao lado da Vigília Lula Livre, que completa 171 dias de resistência.

Haddad e Emidio em Curitiba nesta segunda-feira, 24 de setembro. Foto: Joka Madruga/AGPT

O candidato falou sobre o fortalecimento da democracia com engajamento de sua campanha aos movimentos populares segundo ele, para comentar as declarações de Dias Tofolli, ministro presidente do Supremo Tribunal Federal, que assumiu interinamente a presidência da República hoje após viagem de Temer. Tofolli destacou a importância do funcionamento das instituições, como o Congresso Nacional e o Judiciário, para fortalecer a democracia.

Haddad destacou que a democracia está diariamente ameaçada com suposições e que o mundo está observando o Brasil, justificando o engajamento de sua campanha aos movimentos populares. “Nós vamos nos associar aos movimentos sociais em respeito à democracia popular”, manifestou-se Haddad.

Após responder perguntas de jornalistas, Haddad destacou que o foco do seu governo será emprego e educação e que uma das propostas é a ampliação da aquisição de alimentação saudável da agricultura familiar para a merenda escolar, promovendo o acesso a comida orgânica para as crianças nas escolas em todo o Brasil.

Por Paula Zarth Padilha
Fotos Joka Madruga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *