Jornalistas aprovam pauta de reivindicações e organizam manifestação

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Em assembleia realizada na noite da última segunda-feira, 27 de abril, na sede do Sindijor-PR, os jornalistas profissionais do Paraná aprovaram a pauta de reivindicações da campanha salarial 2015, com data-base em 01 de maio, e autorizaram a entidade a negociar com o sindicato patronal.

Confira os itens adicionais que serão propostos para a Convenção Coletiva de Trabalho:

– piso salarial estabelecido para jornada ATÉ cinco horas diárias, com uma listagem de diversas nomenclaturas que estabeleçam o exercício da profissão;
– reajuste de 16% no piso salarial, que deverá ser de R$ 3.173,00 (cerca de 8% de aumento real);
– gratificação de qualificação (5% para especialização; 5% para língua estrangeira; 10% para mestrado; 15% para outra graduação; 20% para doutorado);
– vale-refeição no valor de R$ 15 por dia;
– cláusula para estabelecer que o exercício profissional deve ser feito por jornalista graduado em qualquer veículo de comunicação ou instituição que requer o profissional de jornalismo;
– ampliação do auxílio-creche para crianças até 5 anos e 11 meses;
– estabilidade de 30 meses para pré-aposentadoria;
– estágio: o estágio está regulamentado desde janeiro de 2015, com jornada de 4 horas, com prazo mínimo de 6 meses, para estudantes a partir do 6º período, mas sem valor fixado para bolsa-auxílio. O Sindicato vai propor o valor da bolsa pelo teto do salário mínimo regional, que é de R$ 948;
– Uma cláusula de adicional de penosidade pretende garantir aos repórteres fotográficos e cinematográficos que carregam peso para o exercício da profissão sejam beneficiados com um valor adicional, folgas adicionais, entre outros tópicos;
– extensão da licença-paternidade para 180 dias;
– vale cultura.

Os representantes do Sindijor destacaram que a campanha salarial dos jornalistas é unificada com o Sindicato do Norte do Paraná e que a pauta de reivindicações será discutida com as entidades patronais e terá validade para jornalistas de empresas filiadas a sindicatos signatários da CCT.

Por Paula Padilha
Terra Sem Males

Ato marca o “Dia Internacional da Liberdade de Imprensa”

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (SindijorPR), ao lado de profissionais de vários veículos de comunicação, sindicatos, estudantes, e entidades da sociedade civil, prepara para domingo, 3 de maio, Dia da Liberdade de Imprensa, às 10 horas, na Feira do Largo da Ordem, o ato público “Manifestação contra jornalistas perseguidos no Paraná”.

A manifestação pública dos profissionais será marcada pelo lançamento da campanha “BASTA de perseguição a jornalistas”. O objetivo é fazer uma representação simbólica da mordaça que a categoria vem sofrendo em várias regiões do estado e cobrar, principalmente do governo do Paraná, resposta à sociedade sobre a ameaça de morte sofrida pelo jornalista da RPC TV, James Alberti.

A manifestação pública em defesa dos jornalistas perseguidos chama a atenção da sociedade para a questão da liberdade de imprensa, tão atacada nas últimas semanas no estado do Paraná.

Manifestação Contra jornalistas perseguidos no Paraná 

Data: 3 de maio (Dia da Liberdade de Imprensa)
Local: Feira do Largo da Ordem
Hora: 10 horas

Fonte: Sindijor PR


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *