Leonardo Boff reafirma que Lula quer voltar ao poder para radicalizar o projeto de soberania a partir dos invisíveis

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

O teólogo Leonardo Boff visitou o ex-presidente Lula no cárcere da Polícia Federal, na tarde desta segunda-feira, 07 de maio, em Curitiba. Após a visita, Boff falou com a militância na Vigília Lula Livre, nesta data que marca um mês de resistência contra a prisão política de Lula.

Boff declarou que o ex-presidente Lula está muito bem e que viver numa solitária faz com que ele leia muito e reflita muito. “Ele mandou um recado, que só vai renunciar à candidatura o dia que Moro der uma única prova”.

Amigo do ex-presidente, Boff também transmitiu à militância que Lula governará a partir dos pobres. “Sou candidatíssimo e se ganhar vou repetir aquelas políticas, mas fazer que sejam políticas de Estado, que entrem no orçamento”, declarou em nome de Lula, pré-candidato do PT à presidência.

Leonardo Boff afirmou que a manutenção de Lula preso está sendo utilizada para liquidar candidatura e enfraquecer o PT, para desmoralizar um projeto com dimensão social inegável. “Nunca na nossa história se fez tanto por populações marginalizadas. Ele quer voltar ao poder para radicalizar o projeto de soberania a partir dos invisíveis”.

No dia 19 de abril, Boff tentou visitar o ex-presidente Lula pela primeira vez e foi impedido pela Justiça Federal do Paraná. A primeira visita de amigos foi autorizada na semana passada.

Acesse aqui outras fotos

Edição: Paula Zarth Padilha
Foto: Joka Madruga/Agência PT
Terra Sem Males

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *