Livro “29 de abril repressão e resistência” será lançado na noite desta quinta pela APP

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

 Evento terá mesa de debate sobre criminalização dos movimentos sociais

Por Paula Zarth Padilha
Terra Sem Males

Em evento conjunto realizado na noite desta quinta-feira, 28 de abril, a APP Sindicato promove o lançamento do livro “29 de abril: repressão e resistência”, com uma mesa de debates sobre o uso do judiciário pelo Estado para criminalizar os movimentos sociais e sindicais.

De acordo com Walkíria Olegário Mazeto, diretora educacional da APP Sindicato, o livro surgiu com a intenção de registrar o que foi o embate entre servidores e o Estado que culminou com o massacre de 29 de abril. “O livro traz também uma reflexão sobre como o estado capitalista se coloca e se utiliza de sua estrutura na repressão aos movimentos sociais e sindicais e como o sistema de justiça atua para que isso aconteça”, explica.

A obra conta com três artigos: o professor de história da Universidade Federal do Paraná Luiz Fernando Lopes Pereira traz o olhar da narrativa histórica do dia 29 de abril; o advogado Tarso Cabral Violin faz a análise do dia 29 a partir do direito administrativo; e o professor da Unicamp Giovani Alves faz análise a partir das raízes autocráticas do estado brasileiro e de como ele se mantém.

O livro também publica as peças jurídicas sobre o dia 29 de abril, para caracterizar como o sistema de justiça foi utilizado para impedir entrada da população na Assembleia Legislativa, derrubar recursos de servidores, e a utilização da justiça pelo Estado para ferir o direito de ir e vir, de livre acesso e de manifestação.

Debate rememora massacres

Com a presença de João Pedro Stédile, o debate sobre a criminalização dos movimentos sociais terá um ato para rememorar alguns massacres contra trabalhadores, povos e movimentos sociais ocorridos no Brasil. Os casos serão apresentados e será feita a análise jurídica desses casos.

Evento Memórias de Abril
Lançamento de livro e debate sobre criminalização dos movimentos sociais

Data: quinta-feira, 28 de abril
Horário: 19 horas
Local: APP Sindicato
(Av Iguaçu 880 Curitiba)

anuncio-tsm-posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *