Movimento por Moradia realiza ato nesta terça na Assembleia Legislativa

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Famílias querem moradia e denunciam as ameaças de despejo da Ocupação Tiradentes na Cidade Industrial de Curitiba. Caminhada segue até a Assembleia Legislativa.

Moradores estão mobilizados contra ameaça de despejo da empresa Essencis, que mantém um lixão ao lado das ocupações. Foto: Joka Madruga.

Na manhã de terça-feira (9), cerca de 700 trabalhadores sem-teto do MPM (Movimento Popular por Moradia) realizam marcha no Centro Cívico de Curitiba. O grupo se reúne as 09h na Praça 29 de Dezembro e segue até a Assembleia Legislativa.

Grande parte dos manifestantes faz parte da Ocupação Tiradentes e busca sensibilizar os deputados diante das ameaças de despejo realizadas pelo aterro ESSENCIS, apesar de recente decisão da Justiça decretando que a posse do terreno em questão não é dela, pois as “provas” de sua propriedade são contratos fraudulentos, ilegais e nulos.

Na Assembleia Legislativa haverá uma reunião dos representantes do MPM com a Comissão de Direitos Humanos. A manifestação foi a forma encontrada de chamar a atenção para as necessidades dos sem teto e pedir de todas as partes, a responsabilidade social e capacidade sincera de diálogo, afastando tentativas de despejo forçado e violento, que atentem contra a dignidade de centenas de crianças, idosos e mulheres residentes do local.

Fonte: Movimento Popular por Moradia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *