MST e Sindipetro doarão alimentos e gás no Paraná, neste sábado (15)

Compartilhe esta notícia.

Estimativa é doar 120 cargas de gás e 4 toneladas de alimentos da Reforma Agrária e da Agricultura Familiar em São Mateus do Sul-PR.  

Foto: Wellington Lenon

Famílias em situação de vulnerabilidade de São Mateus do Sul vão receber 120 cargas de gás e 4 toneladas de alimentos neste sábado (15). A ação é resultado da união entre trabalhadores petroleiros e famílias da Reforma Agrária e da Agricultura Familiar.

A intenção é contribuir com o acesso a estes dois itens básicos para quem enfrenta o desemprego e a fome neste período de pandemia da Covid-19. As doações serão distribuídas na Vila Bom Jesus, Vila Nova e Vila Verde, ao longo da manhã deste sábado.

Além das doações já garantidas pelos agricultores e petroleiros, a coordenação da atividade está recebendo doações de alimentos e itens essenciais de higiene. As contribuições podem ser entregues na sede do Sindipetro PR e SC (Rua Paulino Vaz da Silva, nº 535, ao lado da igreja matriz), nesta quinta-feira (13) durante todo dia e na sexta-feira (14) até 12h. Também para somar na mobilização das doações, haverá uma transmissão ao vivo conduzida por Gustavo Castro, com participação de cantores locais, nesta sexta-feira, às 20h. 

O padre Sidnei José Reitz, da Paróquia Perpétuo Socorro de São Mateus do Sul, fará a benção das doações às 17h, na sede do Sindipetro, onde as doações estarão reunidas. 

A iniciativa faz parte da união solidária entre o Sindicato dos Trabalhadores Petroleiros do Paraná e Santa Catarina (Sindipetro-PR/SC) e do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Também se somam à ação a Cooperativa de Famílias de Agricultores Ecológicos de São Mateus do Sul (Cofaeco); a Cooperativa Mista Triunfense dos Agricultores e Agricultoras Familiares (Coaftril); Cooperativa da Agricultura Familiar de Palmeira (Cafpal); o Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR/SAMAS); a App Sindicato de São Mateus do Sul; e a Cooperativa Terra Livre.

Ações solidárias

Esta é a terceira ação feita em conjunto pelo Sindipetro PR/SC e pelo MST do Paraná. A primeira aconteceu no dia 13 de junho, em Curitiba, quando foram partilhadas 520 cargas de gás e 15 toneladas de alimentos. A segundo ocorreu no dia 1º de agosto, com a distribuição de 400 cargas de gás e 28 toneladas de alimentos em Curitiba, Araucária e Campo Magro. 

Os assentamentos e acampamentos do MST estão em campanha de solidariedade desde o início da pandemia da Covid-19. Desde o início de abril, mais de 2.800 toneladas de alimentos foram doadas por famílias Sem Terra em todo o Brasil. 

No Paraná, as doações chegaram a 400 toneladas de alimentos no último sábado. Em Curitiba, 10.500 marmitas já foram produzidas e distribuídas pelo MST, em parceria com coletivos, campanhas e movimentos urbanos. 

Neste sábado, famílias do Movimento também preparam a doação de 2 toneladas de alimentos em Tamarana, no norte do estado, e de 6 toneladas em General Carneiro e Bituruna, na região sul do Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *