O ROSTO DO POVO QUE DEFENDE A DEMOCRACIA E É CONTRA O GOLPE

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Nesta quinta-feira, 20, o povo foi para a rua defender a democracia. Vários são os motivos. Uns lutam pelos direitos conquistados, outros por mais direitos. Mas todos tinham um só olhar: não regredir. Percebemos que nas ruas há uma luta de classes.

No ensaio do repórter fotográfico Joka Madruga, exclusivo para o Terra Sem Males, em Curitiba, podemos ver retratos de quem foi para a rua contra o golpe de alguns poucos abastados. Trabalhadores e trabalhadoras, o povão mesmo, que são a maior parcela da população brasileira. E que não querem pagar a conta da crise dos ricos. Confira abaixo:

Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga

anuncio-tsm-posts

4 comentários em “O ROSTO DO POVO QUE DEFENDE A DEMOCRACIA E É CONTRA O GOLPE

  • 20 de agosto de 2015 em 22:07
    Permalink

    Que diferença do povo vazio de alma de amor de humanismo que foi a rua dia 16, hoje o povo tem rosto, sabe o porque esta ali reivindicando, enfim eles não estão de verde e amarelo mas são nacionalistas ama a Sua Patria , e mostra a elite preconceituosa que juntos somos fortes.

    Resposta
  • 21 de agosto de 2015 em 10:23
    Permalink

    De pleno acordo: a(s) classe(s) média não entendem que exista gente viva e lutadora do outro lado de seu espectro sócio econômico, já que olhando de seu ângulo para baixo o seu ideal de classe se torna iluminado, maravilhoso, sorridente e híper feliz até em saber que haja a quem possam usar e abusar, seja pelo trabalho semiescravo, seja de todas as outras formas conhecidas de dominação. Se olham acima vêm um belo modelo capitalista de consumo e de abuso social, e se olham pra baixo, quando vêm alguma coisa, é o povo na sua normal postura de gente que não aceita a escravidão, seja ela qual seja, e que ainda impera em nosso país. Coitados, procuro entende-los pois vivem confusos porque sabem que nesse país e noutros parecidos, podem cair no buraco sem fim da noite pro dia e acabar nos lixões de periferia. Não entendem que exista no mundo uma lei não escrita em que todos os seres humanos aceitam uns aos outros como eles sejam e não pelo que ostentam, seja lá o que for. E que no fim, todos somos muito iguais perante a morte que a A, B ou C, a todos nos ceifa sem piedade.

    Resposta
  • 22 de agosto de 2015 em 2:48
    Permalink

    É isso ,apesar de sermos povo pobre ,estamos nas ruas e sabemos o porque estamos lutando!! Parabéns para nós!!

    Resposta
  • 22 de agosto de 2015 em 19:55
    Permalink

    Esse povo me representa. Deste povo tenho orgulho, por lutar por um futuro melhor para os mais pobres. Este é o povo brasileiro!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *