Presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários recebe ameaça de criminosos

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Entidade recebeu uma carta com ameaças de presos contrários às transferências para presídios federais

O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná, Ricardo Miranda, recebeu uma carta na qual são feitas ameaças de presos, devido às solicitações feitas pela entidade ao poder público de melhorar a segurança dos agentes penitenciários nas unidades do estado.  

Sem um remetente específico, a carta fala que ao denunciar para a imprensa os perigos que correm os agentes, o Sindicato estaria prejudicando a “família” e “desafiando a força” dos criminosos.

Em setembro, após um atentado na Penitenciária Estadual de Piraquara I (PEP I), que resultou na fuga de 29 integrantes de uma facção criminosa, o SINDARSPEN oficiou vários órgãos do Executivo, Judiciário e Legislativo alertando para os riscos que corriam os agentes penitenciários da unidade. A situação também foi levada para a imprensa.

 “Sr. Ricardo avisamos que deveria deixar a família de lado maiz o senhor pago pra ver agora o senhor vai ter as consequências nossos irmãos forão mandados pra presídio federal então o senhor tá desafiando a nossa força fica indo na imprensa noz prejudica e acabarão mandando nossos irmãos pro veneno”, diz a carta.

Em janeiro do ano passado, após a explosão de um muro também na PEP I, possibilitando a fuga de 26 presos, o SINDARSPEN denunciou para autoridades e para a imprensa o descaso com a falta de estrutura de trabalho dos agentes. Na época, correspondência similar foi enviada ao Sindicato com ameaças a Ricardo Miranda, que deu as entrevistas sobre o caso.

Em outro trecho da carta recebida nesta semana, os presos pedem a volta do antigo gestor do DEPEN.  “O senhor tem que aproveita a mudança de governo e traze seu Cezinando de volta para o depen ele sim sabe lidar com os prezos”.  

O advogado Cezinando Paredes era vice-diretor do DEPEN até maio deste ano, quando o comando da pasta foi mudando pela governadora Cida Borghetti. Paredes integrou várias gestões do DEPEN como adjunto e diretor do Departamento.

Pedido de providências

Nesta quarta-feira (5), o SINDARSPEN protocolou pedido de providências no DEPEN, no Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) e no Grupo de Atuação Especializada em Segurança Pública (GAESP) do Ministério Público. O Sindicato quer que seja investigada a veracidade e a gravidade da carta. Há quase dois anos, quando foi feita a primeira ameaça, a entidade levou o caso a autoridades do Executivo e do Judiciário, mas nunca obteve qualquer resposta.

A carta recebida nesta semana foi enviada pelos Correios e o endereço do remetente usado pelos presos foi o DEPEN.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindarspen-PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *