PRESIDENTE DO SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE CURITIBA FALA SOBRE O QUE ESPERA DA GREVE

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

A greve dos bancários deste ano promete ser uma das mais acirradas deste ano. Quem afirma é o presidente do Sindicato dos Bancários de Curitiba e região, Elias Jordão. Em um bate-papo, ele falou sobre o que espera, sobre a proposta e intransigência dos banqueiros e chama a categoria para aderir em massa para que o bancário e a bancária não sejam prejudicados. Confira:

Bancários de Curitiba – Qual a expectativa para a greve deste ano?

Elias Jordão – De acordo com a assembleia que tivemos no dia 1.º e pelo retorno da base que estamos tendo, acredito que já iremos começar a greve amanhã, 6 de outubro, com uma adesão bem forte. Acredito também que, com o passar dos dias, o movimento irá ganhar mais força, pois o bancário e a bancária vão perceber a movimentação dos que começam a participar desde o início e acabam se empolgando e participando desta luta.

Quais as orientações que estão sendo dadas aos bancários e bancárias?

Estamos fazendo um apelo, uma conclamação para que a grande maioria faça a adesão da greve o quanto antes, pois quanto mais forte ela for no início da greve, maior será a pressão em cima da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Se isso não ocorrer, a Fenaban ficará medindo forças e dificultando o nosso trabalho. É importante também não só participar, mas também convencer os colegas para que façam parte disso. É o momento em que o trabalhador e trabalhadora irão lutar por seus direitos. Por isso a importância em aderir à greve.

Como a greve pode ajudar na campanha salarial?

A greve é um instrumento de pressão do trabalhador e trabalhadora. É preciso que a categoria e a sociedade entendam que não fazemos greve só porque gostamos. Para se ter ideia, levamos 45 dias negociando, com seis rodadas intensas, acompanhadas de discussões exaustivas para evitar uma paralisação das atividades. A greve é o último recurso que existe para que as reivindicações da categoria sejam atendidas. Se nós chegamos até aí, foi porque as outras opções foram esgotadas.

Por Flávio Augusto Laginski
SEEB Curitiba
anuncio-tsm-posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *