Pressionada, Prefeitura propõe 10,36% de reajuste aos servidores em parcela única

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Por Manoel Ramires
Sismuc

Diferença de 0,72% (INPC) será submetida em assembleia geral neste dia 21

A Prefeitura de Curitiba mudou a proposta de reajuste salarial para os municipais. Agora, o índice de 10,36%, baseado no IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Ampliado), deve ser pago em parcela única em abril. A proposta evolui das antigas que pretendiam parcelar o reajuste dos servidores em abril e setembro em uma primeira versão e em abril e julho em uma segunda versão. Mesmo assim, o índice ainda está abaixo em 0,72% do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). Os valores devem ser submetidos em assembleia geral realizada neste dia 21 de março, no Clube dos Subtenentes. A intenção do governo municipal é encaminhar no dia 22, às 10 horas, o projeto de lei à Câmara Municipal.

Aos justificar a proposta de parcela única em abril, a secretária de recursos humanos Meroujy Cavet afirmou ter ouvido a declaração dada pelo Sismuc na Tribuna Livre da CMC. Na ocasião, a coordenadora geral Irene Rodrigues disse que o parcelamento era retrocesso e que a última vez que isso ocorreu foi no governo Cássio Taniguchi, em 2004. Pesa a favor dos municipais o compromisso dos vereadores de não votar reajuste parcelado.

Continue lendo

anuncio-tsm-posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *