QUEDAS DO IGUAÇU: Portaria com novos assentamentos será publicada na segunda-feira

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Por JC Carignano
Terra Sem Males

Na próxima segunda-feira (18/4) serão publicadas no MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário) as duas portarias de criação de dois novos assentamentos no município de Quedas do Iguaçu, região central do Paraná. O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira (14) pelo superintendente do Incra-PR, Nilton Bezerra Guedes, durante o ato de imissão de posse ao órgão nas fazendas Três Elos e Hilda Maria Colla Bianchi.

As áreas desapropriadas para fins de reforma agrária integram o título de propriedade do imóvel Rio das Cobras, sob domínio da madeireira Araupel, mas possuem escrituras de proprietários diferentes (particulares) e não são exploradas pela empresa. A Três Elos (1,67 mil hectares), está ocupada há doze anos pelo MST (Movimentos dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) e abriga o acampamento Che Guevara, com 75 famílias, e a fazenda Dona Hilda (2 mil hectares) foi ocupada por 700 famílias, junto a fazenda Santa Rita (778 hectares), no dia 9 de março deste ano.

Oficiais de Justiça estiveram nas áreas para fazer um laudo para entrega da imissão de posse ao INCRA. Uma equipe técnica do órgão iniciou um levantamento preliminar de uma estimativa de famílias que serão assentadas. Posteriormente, segundo Nilton Bezerra Guedes, será formada uma criação técnica para elaborar o projeto dos assentamentos e do desenvolvimento da área, com cadastramento de famílias e detalhes dos equipamentos e políticas que fazem parte da reforma agrária.

“Essa é uma primeira etapa, uma primeira conquista. A segunda etapa é a criação e implantação do projeto de cada assentamento. Criaremos um projeto de assentamento modelo para Quedas do Iguaçu e para o restante do Paraná. Transformaremos esses grandes latifúndios em uma área da reforma agrária. Nessas áreas públicas onde viviam grandes proprietários explorando, teremos centenas de famílias produzindo alimento saudável e mostrando a sociedade como um todo que a reforma agrária é o caminho, que a inclusão social é a política pública que dá oportunidade para o povo mais sofrido, especialmente ao camponês”, comentou Nilton Bezerra.

Homenagem

Os dois pré-assentamentos serão batizados com os nomes de Leonir Orback e Vilmar Bordin, trabalhadores sem terra mortos no dia 7 de abril por policiais militares no acampamento Dom Tomas Balduíno. “Essa foi uma maneira de lembrarmos dos companheiros que tombaram na luta, uma singela homenagem. As balas do Estado impediram que eles estivessem aqui conosco, porém eles foram enterrados como sementes que aqui brotarão”, lembra Claudelei Lima, da coordenação do MST. “É uma homenagem que vai ficar para sempre”, completa dona Lurdes, uma das acampadas.

O ‘Companheiro Anta’, um dos coordenadores do acampamento Che Guevara, destaca que a luta dos futuros assentados permanecerá. “Por um lado ainda é um momento triste, com a morte dos companheiros assassinados covardemente, mas por outro lado estamos vivendo essa alegria de mais dois assentamentos. É uma prova que a luta e a nossa resistência vale a pena. Nossa luta irá continuar, pois tem muita terra pública e latifúndio a ser ocupado”.

A expectativa do Incra é que 310 famílias sejam assentadas nas duas áreas; sendo 140 na fazenda Três Elos e outras 170 na fazenda Dona Hilda. Já a fazenda Santa Rita, em nome de Carolina da Rosa Pezzi (Ação Civil Pública Nº 5001619-03.2016.4.04.7005/PR), ainda não há determinação judicial para a imissão do Incra na posse do terreno, apesar da área já ter sido considerada pública em 1ª instância. Ainda assim, está prevista uma audiência conciliatória entre as partes.

Além de reunir as famílias acampadas, o ato de imissão de posse ao Incra das fazendas Três Elos e Dona Hilda contou com a presença de autoridades como o assessor de Assuntos Fundiários do Governo do Paraná, Hamilton Serighelli; o deputado estadual Professor Lemos (PT); o vereador de Quedas do Iguaçu, Silvano Ribeiro (PT); e os vereadores de Cascavel Paulo Porto (PCdoB) e Professor Paulino (PT).

Foto: JC Carignano
Foto: JC Carignano
Foto: JC Carignano
Foto: JC Carignano

anuncio-tsm-posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *