Retratação de internauta que ofendeu Senadora Gleisi é vitória de todas as mulheres

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Na última sexta-feira, 04 de maio, viralizou na rede social facebook a publicação de um “Termo de Retratação Pública” pelo internauta Fabio Cotrim. Ele foi processado pela Senadora Gleisi Hoffmann, do Partido dos Trabalhadores, ao publicar em suas redes sociais palavras ofensivas, xingamentos e de caráter misógino contra a senadora.

Gleisi publicizou a retratação em suas redes sociais, alertando que a medida judicial tomada por ela levou em consideração a luta de todas as mulheres contra o machismo. “Quem me conhece, sabe bem o quanto combato diariamente o machismo e a misoginia na sociedade, assim como luto cotidianamente para ampliar a participação das mulheres na política e nos espaços de poder e decisão”, esclareceu a Senadora, que também afirmou que diariamente recebe mensagens “insultando minha honra e a honra das mulheres brasileiras”, declarando que faz questão de processar judicialmente “todos aqueles que transformam a facilidade de expressão e suposto anonimato, dados pela internet e pela tecnologia, em facilidade para destilar preconceitos”.

Para a bancária Vandira Martins de Oliveira, diretora da Secretaria da Mulher da FETEC-CUT-PR, os termos misóginos e vulgares utilizados pelo internauta como forma de agredir a Senadora Gleisi também agridem todas as mulheres. A publicização dessa retratação é, portanto, uma vitória de todas as mulheres que sofrem todos os dias com ofensas machistas. “A lição que tomamos e que devemos estender às pessoas de nosso círculo de amizade ou de trabalho é que não se pode admitir, em hipótese alguma, qualquer forma de agressão às mulheres que, por consequência, contribuem para o aumento da violência contra a mulher”, afirma. “Muitos homens ainda não entenderam o alcance potencializado das redes sociais e que isso não pode mais ser tolerado. Para que essas situações enfrentadas todos os dias pela Senadora Gleisi e por todas nós mulheres não se repitam, é vital que a retratação seja amplamente divulgada”.

Gleisi Hoffman ganhou a justiça a publicação dessa retratação pública resultante da condenação de Fabio Cotrim, em acordo judicial, com o objetivo de restabelecer a verdade e a idoneidade da ofendida, nos termos do Processo nº 0710551-51.2018.8.07.0016, que tramita perante o 3º Juizado Especial Cível de Brasília/DF.


Por Paula Zarth Padilha
Foto: Joka Madruga/Agência PT
FETEC-CUT-PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *