Senado vota Reforma Trabalhista nesta terça, às 11 horas

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Em Curitiba, Frente Brasil Popular convoca trabalhadores para ato às 10 horas no terminal Guadalupe

O projeto de lei 30/2017, que altera mais de 200 artigos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), a chamada Reforma Trabalhista, terá sua votação no plenário do Senado nesta terça-feira, 11 de julho, a partir das 11 horas.

De acordo com informações da Agência Senado, o projeto que será colocado em votação deve ter o mesmo texto aprovado na Câmara Federal, pois mesmo com cerca de dois meses de tramitação e mais de 800 propostas de emendas por senadores da oposição e da base do governo, todas as mudanças foram rejeitadas pelos relatores Ricardo Ferraço (PSDB-ES) e Romero Jucá (PMDB-RR). Isso significa que, após a votação, deve ser sancionada por Michel Temer já nesta quarta-feira, 12 de julho.

Ainda nesta segunda-feira (10), a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, rejeitou um mandado de segurança do senador Paulo Paim (PT-RS) que pedia a suspensão da tramitação da reforma trabalhista (PLC 38/2017).

Em Curitiba, a Frente Brasil Popular convoca toda a população para um ato com concentração a partir das 10 horas no terminal Guadalupe. Durante todo o dia, em diversas partes do país, estão previstos atos descentralizados. Em São Paulo, a Av Paulista foi ocupada na noite em ontem, em frente a Fiesp, e nesta manhã a Rodovia Anchieta amanheceu ocupada por manifestantes. Em Brasília, uma vigília e mobilização foi convocada pela CUT.

Por Paula Zarth Padilha
Com informações da Agência Senado
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Terra Sem Males

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *