Servidores do Paraná querem decidir aplicação dos recursos do governo

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Previsto na LOA, R$ 1,4 bilhão será destinado para reajuste e outros pagamentos. Dia 03 tem mesa de negociação

Por Gustavo Vidal
FES – Fórum dos Servidores

Servidores do Paraná passaram o dia de hoje (31) avaliando o andamento das negociações com o Governo Beto Richa, em meio às Assembleias de categorias que avaliam a suspensão da Greve. Ao longo da plenária do Fórum das Entidades Sindicais (FES), representantes dos sindicatos discutiram a estratégia que levarão à mesa de negociação, marcada para a próxima quinta-feira, dia 03, às 15 horas, na Casa Civil.

O primeiro passo definido é o de reivindicar a decisão da aplicação dos recursos. O R$ 1,4 bilhão previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias, que o governo apontou como limite para disposição dos servidores, deve ser considerado apenas ao pagamento do reajuste e demais direitos das categorias.

A plenária do FES concluiu que os servidores é quem devem decidir, efetivamente, o que querem receber e não o governo ditar como vai pagar progressões, promoções, reajuste e equiparação salarial.

Nesta terça-feira (1º) um grupo de servidores percorre os gabinetes da Assembleia Legislativa para continuar o diálogo com parlamentares e apresentar as decisões dos servidores. Na quinta-feira, a mobilização será em torno da mesa com o governo.  Até lá Assembleias das categorias discutem a continuidade da Greve.

anuncio-tsm-posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *