Sindicato expõe verdadeiro Natal do Bradesco: O Palácio dos Horrores

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Lucro bilionário, milhares de demissões de funcionários e nenhuma responsabilidade social.

Chega o fim do ano e todos se encantam com “O Palácio Encantado” do Bradesco. O que poucos sabem é que por trás da bela faixada há um verdadeiro palácio dos horrores, para clientes e funcionários. Somente de setembro de 2016 a setembro de 2017, o banco fechou quase 500 agências e demitiu 9,2 mil bancários. Os que permaneceram trabalhando estão submetidos a uma carga desumana de afazeres e cobranças.

Já os clientes e usuários sofrem com a falta de funcionários para atendê-los e com a redução das unidades do banco, mesmo pagando altas taxas de serviços e juros abusivos. Encantados de verdade estão somente os banqueiros e acionistas, com o lucro de R$ 14,16 bilhões apenas nos três primeiros trimestres do ano. Isso sem falar da dívida de R$ 465 milhões à Previdência Social.

Para expor essa triste realidade, o Sindicato dos Bancários e Financiários de Curitiba e região realiza, nesta quarta-feira, 13 de dezembro, o Ato de Natal: “O Palácio dos Horrores”. A apresentação contará com um coral de anjos vestidos de preto, em luto pelas demissões e retirada de direitos, e com a intervenção de dirigentes sindicais, que irão alertar a população sobre as condições de trabalho e atendimento no Bradesco. O ato acontece a partir das 11h30, na Boca Maldita, em Curitiba.

Por Renata Ortega

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *