Socialistas de Arena

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

“Temer e Maia disputando a tapa e benesses os deputados governistas e fisiológicos do PSB”.                    

Nas últimas horas um fato ganhou destaque deixando algumas coisas despercebidas.. Na luta entre Temer e Maia para quem fica no poder, dez deputados do PSB são disputados pelo DEM e pelo PMDB. O troca troca comum entre partidos não deveria espantar ninguém, mas ainda espanta porque revela que no Brasil os políticos se filiam por conveniência e não por ideal. É preciso desenhar algumas coisas. Vamos a elas. Dez deputados do Partido Socialista Brasileiro que defende o povo, o serviço público, a distribuição de renda e a justiça social de uma hora para outra passam a defender o estado mínimo, privatizações, mercado e meritocracia. Mais do que isso, saem de um partido que teve quadros fundadores contrários a Ditadura para ingressar – se Temer não for mais rápido – na Arena, partido que sustentou o regime e depois virou PFL e enfim DEM.

No lance

Atento a virada de camisa, o deputado Ivan Valente, do PSOL e ex-PT, cravou: “Temer e Maia disputando a tapa e benesses os deputados governistas e fisiológicos do PSB”.

Marineros

O movimento dos dez deputados devia ser considerado uma “Marinada”, em referência a Mariana Silva. Ou seja, sempre vai em direção ao caminho mais conveniente. Assim como a presidenciável que virou militante do mercado, pediu a saída de Dilma, não se esforça contra Temer, apoiou Aécio e disse que votaria a favor da destruição da CLT.

Outros marineros notáveis são Márcia Ex-Suplicy e Cristovam Buarque, que foi escrachado em Minas Gerais por estudantes da UFMG.

Marinada reversa

Aliás, alguém já viu Marinada reversa? Nela, alguém sai da direita para a esquerda? O caso mais próximo, não de mudança ideológica, mas de postura, é de Kátia Abreu, que sempre foi fiel à presidente.

Toma-lhe imposto

Entre Temer e Maia e a possível compra de votos para o afastamento ou não tem o ministro Henrique Meirelles. Tesoureiro do mercado, caberá a ele pagar o saldo dessa disputa. Pagar entre aspas, pois ele já fala em subir impostos da gasolina para chegar perto do centro da meta.. Que inovador, só que não.

Candidata laranja

Situação e oposição da APP Sindicato, maior entidade do Paraná, tem em comum a união contra Beto Richa (PSDB) e nunca entrarem em acordo no período da eleição.

Já a terceira via – ventilada como candidata do governador – é contra greves e contra CUT. Deve acreditar na bondade dos patrões e chamar o MBL e o Vem Pra Rua para a luta sindical.

__________
Manoel Ramires
Pinga-fogo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *