Vereadores de Curitiba derrubam emenda das greves

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Sismuc deve buscar outros caminhos para conquistar o abono das paralisações.

Por Manoel Ramires
Sismuc

Em uma votação apertada, com duas interrupções da sessão, os vereadores de Curitiba derrubaram emenda que abonava as greves da saúde, educação, magistério e guarda municipal. Após um ano, os parlamentares mudaram de lado, reafirmando a punição imposta por Gustavo Fruet contra os trabalhadores. Mesmo com a rejeição, o Sismuc vai seguir tentando por outras vias garantir o direito dos trabalhadores de se manifestarem e não serem punidos pela gestão municipal.

A emenda foi assinada pelos vereadores professora Josete, Noêmia Rocha, Chico do Uberaba, Dona Lourdes, Chicarelli, Jorge Bernardi, Galdino, Mauro Ignacio, Valdemir Soares e Manfron. Para justificar a emenda, Josete argumentou que o prefeito Gustavo Fruet havia vetado o mesmo texto prometendo abrir diálogo. “Nós apresentamos essa emenda porque em 2015 o prefeito vetou e os vereadores mantiveram prometendo um acordo que negociasse as faltas. Passado um ano, não houve essa negociação. Por esse motivo, eu represento essa emenda. Em outros momentos aprovamos emendas neste sentido sem que houvesse vício de iniciativa”, recordou Josete.

Continue lendo

anuncio-tsm-posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *