Ágora de agosto aborda crise do governo Temer

Compartilhe esta notícia.

Por Manoel Ramires

A revista Ágora de agosto está especial neste mês. Ela aborda os impactos negativos no povo e no funcionalismo público promovido pelo governo golpista de Michel Temer. Carolina Goetten aponta, principalmente, os cortes na assistência social. Já reportagem de Pedro Carrano faz um balanço, do ponto de vista dos municipais, dos quatro anos do governo Gustavo Fruet. A conclusão, em diagramação fantástica de Kelly Sumeck, é que Fruet amarelou diante dos principais problemas da cidade.

Outra reportagem especial aborda o sistema penitenciário do Paraná. Os presídios, seja do ponto de vista dos presos, seja pela visão dos agentes, vive em conflito e sempre com “bombas” estourando porque o governo Beto Richa não as desarma. O texto é de Waleiska Fernandes, jornalista vinda de Brasília que, entre outros, assessorou o Conselho Nacional de Justiça, com fotos precisas de Joaquim Eduardo.

Indo para as opiniões, Ágora debate a “Escola sem Partido” em cartoon da CtrlS e artigo assinado por Gabriela Viola e Amanda Viola. Destaque para a frase: “A lei da mordaça tem a intenção de censurar educadores”.

A Ágora também discute o sindicalismo em texto de Pedro Elói “Os sindicatos e o ato de ler”, em Municipais, no artigo “Um sindicato com participação”, e entrevista com Mônica Giovannetti, sobre as lutas dos municipais.

E como Ágora gosta de polêmica, também são especiais o texto de Gustavo Henrique Vidal sobre o “ódio silenciando a sanidade” e de Camila Hoshino que destaca a necessidade de ampliar a democracia.

Mais leve, Ágora tem as colunas de Ulisses Galeto, 3 cliques com Marília Dissenha, Ponto de Vista sobre o ócio, isso mesmo, o “nada fazer”, e Radar da Luta. A Ágora chega a 9ª edição sendo editada por Pedro Carrano, sob supervisão de Soraya Zgoda. Ela pode ser encontrada na sede do Sismuc e, como dizemos, nos melhores sindicatos e movimentos sociais de Curitiba.

anuncio-tsm-posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *