Agricultores Familiares acampam no Incra-DF contra paralisação da reforma agrária

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Agricultores e Agricultoras Familiares da Fetraf-DFE estão acampados desde a madrugada desta terça-feira 17.10 na superintendência regional do INCRA no Distrito Federal e Entorno – SR-28/DFE contra a paralisação das políticas de reforma agrária e corte no orçamento dos programas da Agricultura Familiar.

Na pauta de reivindicações dos trabalhadores e trabalhadoras pedem a continuidade e celeridade na efetivação dos programas que levam infraestrutura para os assentados, que abrangem o DF e os estados de Minas Gerais e Goiás; garantir recursos financeiros para assistência técnica e firmar termo de cooperação técnica para atendimento dos assentamentos; a vistoria de áreas já apresentadas ao Incra; pagamento das áreas de assentamento já decretadas; titularização; criação e homologação de novos projetos de assentamento; liberação de crédito para fomentar a agricultura familiar e viabilizar a produção alimentos; e políticas de fomento para as mulheres do campo.

Na superintendência regional do Incra do DF e Entorno está agora o filho do ex-secretário de Agricultura do DF Aguinaldo Lelis, Igor Soares Leils, que foi nomeado no último dia 10 deste mês. A dança das cadeiras que o Governo realiza em diversos órgãos públicos prejudica o avanço das políticas de reforma agrária. As lideranças da Fetraf DFE, que acompanham todo o processo, afirmam que as decisões tomadas sem o diálogo com os movimentos sociais de reforma agrária provocam a descontinuidade dos programas, pois até os novos gestores tomarem conhecimento da estrutura e do seu funcionamento tudo fica paralisado.

“Há um desgaste muito grande em governar sem dialogar com as representações da sociedade civil, ainda mais quando se fala em reforma agrária que é uma política complexa. Nós da Fetraf DFE estamos dispostos a conversar para avançar na pauta que apresentamos hoje para o superintendente e esperamos que essas mudanças não se tornem um gargalo em fazer reforma agrária no DF e Entorno”, avalia Anaildo Porfírio, coordenador da Fetraf-DFE.

Os trabalhadores e trabalhadoras da agricultura familiar do DF e Entorno vão permanecer acampados até o final da semana, quando acontece a Jornada de Lutas do Campo. A Fetraf DFE, federação da CONTRAF BRASIL, é mais uma das entidades que estão mobilizadas contra o corte no orçamento público das políticas públicas da agricultura familiar e reforma agrária.

Texto e foto de Patricia Costa/Contraf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *