Amanhã é o dia “D” para a greve na Usina do Xisto

Compartilhe esta notícia.

Audiência no TRT pode pôr fim no impasse entre petroleiros e Petrobras. Acompanhe ao vivo pelo Youtube.

Por Davi Macedo
Sindipetro PR SC

No dia 1º de setembro os petroleiros do regime de turno ininterrupto da Usina do Xisto (SIX), em São Mateus do Sul, deflagravam a greve que hoje (04) completa 34 dias, o mais longo movimento paredista já registrado na SIX.

O motivo é a imposição de uma nova tabela de turno pela Petrobras que reduz de oito para seis horas o turno, mas que aumenta os dias laborados no mês e, consequentemente, diminui o número de folgas, causando prejuízos financeiros e para o convívio social e familiar dos trabalhadores.

Desde que a greve começou foram feitas muitas tentativas de negociação direta entre as partes, mas sem nenhum avanço. A Petrobras se mostrou irredutível na medida que tanto prejudica os empregados e resolveu ingressar com ação de dissídio coletivo no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 9ª Região. Na mesma ação fez pedido de liminar para julgar a greve abusiva e houvesse o retorno imediato ao trabalho. Porém a desembargadora Marlene Teresinha Fuverki Suguimatsu, vice-presidente do TRT e responsável por julgar os dissídios, considerou o pedido improcedente.

A magistrada ainda determinou audiência sobre a ação para esta quarta-feira (05), às 14h00, na sede do TRT, em Curitiba. O resultado pode pôr fim no impasse que provocou a greve.

Em reunião com a desembargadora ontem (03) ficou estabelecida a adoção de quatro grupos de turnos de revezamento com jornadas de oito horas, em regime de contingência, sendo três deles indicados pelo Sindicato. A reunião teve o objetivo de dar cumprimento ao art. 11 da Lei de Greve (7.783/1989), especificamente para a manutenção dos serviços essenciais e evitar a parada da Unidade durante a greve.

 

A audiência será transmitida ao vivo pelo canal do TRT-PR no Youtube.

anuncio-tsm-posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *