#AquiÉCorinthians: “Fé” na Libertadores

Compartilhe esta notícia.

Por Geziane Diosti
Terra Sem Males

 

Fala, nação!

Mais um desafio cumprido na noite desta quarta-feira (02) no Itaquerão. Diante de um Santa Fé bem estruturado, como bem elogiou Tite, o Corinthians fez o dever de casa diante de quase 40 mil fiéis torcedores e com um gol de Guilherme, de cabeça, garantiu o 100% no torneio e o primeiro lugar no grupo.

O técnico elogiou a persistência da equipe diante do time colombiano, mas não escondeu que ainda há erros que precisam ser ajustados. “Erramos, vamos continuar errando, mas vamos acertar também. No entanto, com o carinho do torcedor, seguiremos em frente. O torcedor está entendendo esse período de transição”, disse na entrevista coletiva após o jogo.

Tite não escondeu que enfrentou uma equipe forte e que o jogo foi difícil. “A equipe deles é entrosada, nos pressionou bastante. O time possui uma consistência muito grande”, resumiu.

O próximo desafio do Timão pela Libertadores acontece na próxima quarta (09), no Paraguai, contra o Cerro Porteño.

Emboscada?

Não dá pra passar em branco o que aconteceu com o presidente e o primeiro-secretário da Gaviões da Fiel. Eles foram espancados no estacionamento de um supermercado da zona oeste de São Paulo no início da tarde desta quarta. Além do prejuízo psicológico, braços e dentes quebrados. A polícia vai investigar o caso, mas a suspeita é de uma possível emboscada. Os clientes do supermercado não conseguiram identificar se os agressores estavam com camisetas de outras torcidas, mas confirmaram que os “cidadãos” (se assim pudermos chamá-los) estavam com barras de ferro e pedaços de madeira.

O fato é que os representantes da torcida organizada do Corinthians tinham acabado de sair de uma reunião com dirigentes de outras organizadas de São Paulo para falar sobre (preste atenção!) paz nas torcidas, nos estádios, nos jogos, enfim, paz! Nada de briga, pancadaria, confusão, nada disso.

Assistindo à BandNewsTV hoje pela manhã, um jornalista fez um comentário muito simples, mas que elucida bem o cenário dessa confusão, que infelizmente não vai parar por aí: essa possível emboscada aos dirigentes da Gaviões não vai ficar barata. Esse fato vai gerar uma nova emboscada, que provocará uma nova, e assim por diante. Será uma bola de neve que só tende a aumentar. Mas aí voltamos àquela velha questão: alguns são apenas marginais, arruaceiros, que se “vestem” de torcedores e tentam levar o nome do time para frente. Porém reforço: esse tipo de gente nós dispensamos. Nenhum time precisa disso.

#PazNoFutebol

anuncio-tsm-posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *