Brasil sem rumo

Compartilhe esta notícia.

1 – O cavalo de pau que a Câmara dos Deputados deu ontem na votação da redução da maioridade penal demonstra que o Brasil está sem rumo. Tá todo mundo querendo colocar a mão no volante e dirigir por estradas sequer construídas. A começar pelo Governo Federal. A veloz queda de aprovação da presidente Dilma só reflete o que analistas mais à esquerda já apontavam: conversões à direita são infinitas. Os aliados não querem ser passageiros, querem conduzir a limousine.

2 – Já o piloto de Fórmula Truck Eduardo Cunha engana-se ao crer que tem cruzado a linha de chegada em primeiro ao mudar as regras a cada volta. A corrida agora será no Senado. E lá, projeto de Serra (e Alckmin) prefere a mudança no ECA do que a redução. O que está em jogo é a presidência da República. Aí, a corrida é de Fórmula 1.

3 – Sem rumo também estão o DEM e o PSDB. A estratégia de corrida deles parece ser só furar o pneu do adversário, como Dick Vigarista. Logo os tucanos que tinham uma proposta mais razoável com o ECA e podiam construir o consenso. O PPS, que não é piloto de rolemã, pulou desse carro prevendo que essa estrada ruma ao abismo.

4 – Abismo esse que boa parte da sociedade tem colocado como rota no GPS. Sob pretexto de criar um atalho anti-PT, metem o país em estradas esburacadas e lameadas. Querem que a nação vire um off-road. É o que pensa o deputado Onyx Lorenzoni que, durante a votação, sentenciou o destino do pobre, sempre apertado no busão: “Vamos fazer uma redução seletiva”. Alguma dúvida que o caminho a ser seguido é o aumento da impunidade? Taca-lhe pau neste carrinho.

Por Manolo Ramires
Terra Sem Males

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *