Estudantes buscam recursos para livro de fotografia sobre o 29 de Abril

Compartilhe esta notícia.

Livro de fotos sobre a tragédia histórica do Centro Cívico no Paraná busca financiamento coletivo

Campanha precisa de R$ 10 mil até dia 02 de julho de 2015. Imagem: Coletivo Lente Quente

Um coletivo de fotógrafos de Ponta Grossa começou há uma semana uma corrida contra o tempo. A meta é reunir R$ 10 mil até o fim do mês e lançar livro de fotografias ‘Massacre 29 de abril’, que retrata o ataque da polícia aos professores do Paraná, na quarta-feira, dia 29 de abril de 2015, no Centro Cívico, em Curitiba.

A obra resulta do trabalho de cobertura fotojornalística do episódio e está sendo produzido por meio de financiamento coletivo, na plataforma Catarse. A iniciativa é de fotógrafos ligados ao projeto de extensão Lente Quente, do curso de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), com apoio da Editora Estúdio Texto e do Sinduepg.

O livro ‘Massacre 29 de abril’ retrata em 62 fotografias, de seis fotógrafos, o tratamento do Governo do Estado para com os trabalhadores quando mais de 300 manifestantes (professores, servidores públicos e estudantes) foram feridos em frente ao prédio da Assembleia Legislativa. Os fotógrafos registraram momentos de tensão daquela semana, as ações da Polícia Militar, com balas de borracha, bombas, gás lacrimogêneo e spray de pimenta contra os manifestantes.

A ideia da produção do livro surgiu de uma série de exposições itinerantes em espaços públicos realizadas após o episódio do dia 29, por integrantes do Lente Quente. “Percebemos que a importância histórica desses registros deveria ir além das exposições. O financiamento coletivo foi a opção mais viável para viabilizar esse projeto”, conta Angelo Rocha, autor do livro, estudante e fotógrafo.

“A produção de um livro dessa forma é um marco para o Lente Quente e para o curso de Jornalismo da UEPG. O projeto, depois de seis anos de atividades, encontrou neste episódio a possibilidade de produzir um material consistente dentro do campo do fotojornalismo e da denúncia”, complementa o fotógrafo e estudante José Gabriel Tramontin.

Esta modalidade de financiamento permite que a produção configure-se de maneira independente, conferindo ao produto mais credibilidade e compromisso com interesse público. Além disso, o formato garante que colaboradores de diversos setores sociais, em diferentes estados da federação, manifestem seu apoio.

André Jonsson, fotógrafo, estudante e um dos autores do livro, explica que a campanha tem previsão de um mês de arrecadação. “Caso o projeto não seja financiado, ou seja, se a meta de R$ 10 mil não for atingida, todos os apoiadores receberão reembolso de 100% do valor. Essa é uma garantia do Catarse”, informa. O financiamento coletivo não visa o lucro, somente o custeio do livro e produtos afins.

Como contribuir

Interessados em contribuir com a campanha de financiamento coletivo devem acessar o site www.catarse.me/massacre29deabril. No endereço, o contribuinte escolhe a cota de apoio, que começa em R$ 30, tendo como recompensa uma foto do livro, em formato 10×15, e um DVD do documentário “Massacre 29 de abril”.

Os valores e recompensas variam, passando por livros, dvds do documentário Massacre 29 de abril, palestras, fotografias em diversos formatos, incluindo a doação de exemplares do livro para escolas e colégios públicos. Após escolher o valor e a recompensa desejados, o pagamento pode ser efetivado por boleto ou cartão de crédito.

One thought on “Estudantes buscam recursos para livro de fotografia sobre o 29 de Abril

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *