Fernando Francischini pede para sair do cargo de Secretário de Segurança Pública

Compartilhe esta notícia.

Fernando Francischini pediu pra sair. Foto: Joka Madruga/Futurapress

Clique aqui para comprar esta foto em alta resolução

O deputado federal pelo partido Solidariedade e delegado da Polícia Federal Fernando Francischini, apontado pela própria corporação da Polícia Militar do Paraná como um dos mentores do massacre dos professores no dia 29 de abril, não é mais o Secretário de Segurança Pública do Paraná.

De acordo com informação oficial publicada pela Agência Estadual de Notícias, Fernando Francischini pediu afastamento do cargo, nesta sexta-feira (8). Ele será substituído interinamente por Wagner Mesquita de Oliveira, delegado da Polícia Federal.

Em carta enviada ao governador Beto Richa na última quarta-feira e amplamente repercutida nas redes sociais, o ex-comandante-geral da PM, César Vinícius Kogut, relatou que Francischini participou do planejamento da operação realizada pela corporação e que a operação foi aprovada pela Secretaria de Segurança Pública e Administração.

O massacre dos professores, ainda repercutido como confronto, resultou em 213 feridos, após o uso ininterrupto, pelo período de duas horas, de ataques aos manifestantes com bombas de gás, de efeito moral, balas de borracha e violenta ação da PM.

Veja fotos do massacre da PM-PR contra os professores.

Curta nossa fanpage no Facebook e siga-nos no Twitter.

Por Paula Zarth Padilha
Terra Sem Males

One thought on “Fernando Francischini pede para sair do cargo de Secretário de Segurança Pública

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *