Vigília Resistência Camponesa se mantém firme no oeste do Paraná

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

Há mais de 40 dias agricultoras e agricultores em Cascavel, oeste do Paraná, estão em vigília contra as ameaças de despejos do governador Ratinho Júnior. A Vigília Resistência Camponesa: por Terra, Vida e Dignidade está acampada desde o dia 28 de dezembro de 2019. As comunidades ameaçadas são Resistência Camponesa, Dorcelina Folador e 1º de Agosto.

“Eu vou resistir dentro do acampamento, porque aqui eu trabalho e tenho vida”, afirma o camponês Osvaldo Obregao, acampado há 10 anos e que planta feijão, milho, amendoim e outras variedades.

Seu Sebastião. Foto: Júlio César Rolim

Clique aqui para conhecer as três comunidades ameaçadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *