Governo federal e representantes de caminhoneiros fecham acordo

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

O governo federal reuniu-se com empresários e entidades ligadas aos caminhoneiros nesta quarta-feira (25) em Brasília e fechou um acordo que atende as demandas da categoria.

Veja a pauta atendida:

1 – Aprovação integral da nova lei do caminhoneiro (PL 4246/2012);
2 – Isenção de pagamento de pedágio para eixo suspenso de caminhões vazios;
3 – Aumento do valor da estadia de R$ 1 para R$ 1,38 tonelada/hora, calculada sobre a capacidade total de carga do veículo, valor este atualizado anualmente pelo INPC do IBGE;
4 – Obrigatoriedade do embarcador ou destinatário de carga de fornecer documento hábil para comprovação do horário de chegada do caminhão, sujeito a multa de 5% do valor da carga;
5 – Tolerância de peso bruto total de 5% e de peso por eixo de 10%, e perdão das multas por excesso de peso expedidas nos últimos dois anos;
6 – Responsabilização do embarcador pelos prejuízos decorrentes do excesso de peso e transbordo da carga com excesso;
7 – Inclusão de obrigação do governo de instalar e incentivar pontos de parada, mediante cessão de áreas públicas;
8 – Carência de um ano para pagamento das parcelas de financiamento do Pró-Caminhoneiro e Finame, dos novos contratos e dos em vigor;
9 – Compromisso dos embarcadores de grãos (Abiove) de aumento imediato do frete
10 – Renegociação da tabela preferencial de fretes a ser intermediada pelo governo federal;
11 – Manutenção do preço do diesel pelo prazo mínimo de seis meses.

Fonte: Senadora Gleisi Hoffmann

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *