HSBC aciona justiça para impedir mobilizações do Sindicato dos Bancários

Compartilhe esta notícia.

Banco conseguiu interdito proibitório na justiça do trabalho, que autorizou reforço policial

Por Paula Zarth Padilha
Bancários de Curitiba

O Sindicato dos Bancários de Curitiba e região tem realizado uma série de mobilizações nos Centros Administrativos e agências bancárias do HSBC desde que o banco informou que o pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) não seria realizado.

Sempre buscando retomar o canal de diálogo e também dando apoio aos trabalhadores, que estão indignados com a postura do HSBC, o Sindicato liderou três paralisações nos últimos dias. A reação do banco foi de afronta. “O HSBC prefere acionar a justiça para derrubar o direito de manifestação do que dialogar com os trabalhadores”, lamenta Elias Jordão, presidente do Sindicato.

O Sindicato foi notificado duas vezes pela Justiça do Trabalho: nos dias 03 e 09 de março. Com o interdito, o Sindicato deve se abster de impedir o acesso dos bancários aos locais de trabalho, sob pena de multa de R$ 5 mil por dia em caso de descumprimento da ordem judicial e, sob pena, ainda, do banco estar autorizado a pedir reforço policial.

O Sindicato está recorrendo da decisão da 14ª Vara da Justiça do Trabalho e aguarda a reabertura de diálogo com o banco. “O processo de mobilização, da forma como já fizemos, está suspenso até a gente derrubar o interdito. Outras atividades serão realizadas pelo Sindicato junto aos trabalhadores do HSBC”, informa Elias.

Continue lendo

anuncio-tsm-posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *