Igreja Católica celebra o III Dia Mundial dos Pobres, no próximo domingo

Colabore com o jornalismo independente, compartilhe.

500 refeições serão distribuídas no dia 17 de novembro para pessoas em situação vulnerável de rua, em Curitiba

Pascom Bom Jesus dos Perdões | Foto: Fernando Frazão/Agencia Brasil

Em Curitiba-PR, a paróquia Senhor Bom Jesus dos Perdões, que fica ao lado da Praça Rui Barbosa, fará um almoço para aproximadamente 500 pessoas, no próximo domingo (17), para celebrar o III Dia Mundial dos Pobres. A atividade começa por volta das 11h30. A equipe social paroquial é a responsável pela organização.

Além do almoço, haverá acolhimento das pessoas em situações vulneráveis para poder encaminhá-las para algum programa público, ou apenas ouví-los.

Em carta enviada às paróquias de toda a arquidiocese, o bispo auxiliar de Curitiba Dom Francisco Cota ressalta “que o acolhimento da proposta do Papa, para que se promova o Dia Mundial dos Pobres, não significa a realização de mais um evento em favor dos pobres, mas o planejamento e efetivação de ações que os liberte da situação de miséria e abandono em que se encontram.”

CONFIRA AQUI A ÍNTEGRA DA CARTA ENVIADA ÀS PARÓQUIAS

Dia Mundial dos Pobres

Entre 2015 e 2016 aconteceu o Ano Santo da Misericórdia, por iniciativa do Papa Francisco. Fruto deste momento foi a instituição do Dia Mundial dos Pobres, sempre no penúltimo domingo de novembro. A data foi oficializada na Carta Apostólica “Misericordia et misera” (misericórdia e mísera), publicada exatamente no dia em que se concluiu o Ano Santo.

A carta de Francisco para este ano inicia com o salmo “A esperança dos pobres jamais se frustrará” (Sl 9,19).

CONFIRA AQUI A ÍNTEGRA DA MENSAGEM DO PAPA

Chá Fraterno

Recentemente o projeto “Chá Fraterno”, da paróquia Senhor Bom Jesus dos Perdões, foi premiado pela arquidiocese de Curitiba por estar relacionado com a Campanha da Fraternidade de 2019.

Este é um projeto social de serviço de garantia de direitos, que atende pessoas em situação de vulnerabilidade social e rua e existe há três anos. São atendidas aproximadamente 130 pessoas de segunda a sexta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *