Medalhistas brasileiros são beneficiários do Bolsa Pódio, criado em 2011 pela presidente Dilma

Compartilhe esta notícia.

Por Paula Zarth Padilha
Terra Sem Males
Com informações do Ministério do Esporte, do Ministério da Defesa e da Rio 2016

Nesta quinta-feira, 18 de agosto, o Brasil conta com 14 medalhas olímpicas na Rio 2016: 4 de ouro, 5 de prata e 5 de bronze. Até aqui, 12 em esportes individuais e duas duplas. Das 14 medalhas, 11 foram conquistadas  por atletas militares do Programa de Atletas de Alto Rendimento (PAAR), do Ministério da Defesa. Mas o que todos eles têm em comum é o Bolsa Pódio: categoria mais alta do programa Bolsa Atleta, destinada aos esportistas com chances de medalha, criada em 2011.

Disputam as olimpíadas pelo Brasil 105 atletas que receberam a Bolsa Pódio em 2016. Cada um recebe de R$ 5 mil a R$ 15 mil, de acordo com critérios específicos.  A lista total do Bolsa Atleta contempla 6.152 atletas de todo país, em modalidades olímpicas, não-olímpicas e paralímpicas, com investimentos de R$ 80 milhões neste ano, de acordo com informações disponibilizadas pelo Governo Federal.

Nas Olimpíadas, quase 80% dos atletas são bolsistas: dos 465 que representam o Brasil, 358 são beneficiados pelo programa.

No Bolsa Pódio já foram investidos mais de R$ 60 milhões em 318 atletas desde 2013. Atualmente, 231 atletas de modalidades individuais (olímpicas e paralímpicas) são patrocinados nesta categoria. A Bolsa Pódio é uma ação do Plano Brasil Medalhas pelo qual o Ministério do Esporte e empresas estatais também apoiam mais 179 atletas de modalidades coletivas (olímpicas e paralímpicas). Os recursos do Plano para esses 399 atletas já somam investimentos de R$ 287,3 milhões.

Porém os atletas militares do PAAR representam 30% dos brasileiros nas Olimpíadas. Os medalhistas militares são Felipe Wu (prata no tiro esportivo), Rafaela Silva (ouro no judô), Mayra Aguiar (bronze no judô), Rafael Silva (bronze no judô), Arthur Nory (bronze na ginástica artística), Arthur Zanetti (prata na ginástica artística), Thiago Braz (ouro no atletismo), Poliana Okimoto (bronze na maratona aquática), e a dupla Ágatha Bednarczuk e Bárbara Seixas (prata no vôlei de praia), Robson Conceição (ouro no boxe) e a dupla Martine Grael e Kahena Kunze (ouro na vela).

As demais medalhas foram para Diego Hypólito (prata na ginástica artística) e Isaquias Queiroz (prata e bronze na canoagem de velocidade) .

Desde 2012 é permitido que os beneficiários do Bolsa Atleta tenham outros patrocínios.

Saiba mais: Lei nº 10.891, de 9 de julho de 2004 – Institui a Bolsa-Atleta
                        Guia de Atletas Olímpicos Brasileiros
                      Lei nº 12.395, de 16 de março de 2011 – Institui a Bolsa Pódio

anuncio-tsm-posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *