Moro adia depoimento de Lula para 10 de maio

Compartilhe esta notícia.

Juiz alegou riscos de confrontos e pedido da PF. Movimentos dizem que vão manter atos.

O juiz federal Sérgio Moro adiou o depoimento do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva a pedido da Polícia Federal e da Secretaria de Segurança Pública do Paraná. No despacho, ele citou os protestos que ocorreriam na capital paranaense e o risco de confrontos. “Considerando que as forças de segurança pleitearam tempo adicional para os preparativos necessários, redesigno o interrogatório de Luiz Inácio Lula da Silva para 10/05/2017, às 14:00”, decidiu o juiz. O interrogatório foi adiado para 10 de maio, como havia sido vazado pela imprensa paulista. Mesmo com o adiamento, os movimentos sociais confirmaram que vão realizar atos nos dias 2 e 3 de maio.

Ao Terra Sem Males, o ex-ministro Gilberto Carvalho disse que Lula quer vir a Curitiba, independente do adiamento. “Lula foi claro em Brasília: ele tá doido para vir, encontrar com o Moro e acabar com toda essa fantasia. Ele quer responder a todas as perguntas sem medo. Está mais do que claro que não tem provas e que essas acusações são um grande circo para impedir a eleição de Lula em 2018”, afirmou.

Confira o despacho do juiz Sérgio Moro

Decido.

É possível que, na data do interrogatório, ocorram manifestações favoráreis ou contrárias ao acusado em questão, já que se trata de uma personalidade política, líder de partido e ex-Presidente da República.

Manifestações são permitidas desde que pacíficas.

Havendo, o que não se espera, violência, deve ser controlada e apuradas as responsabilidades, inclusive de eventuais incitadores.

Considerando que as forças de segurança pleitearam tempo adicional para os preparativos necessários, redesigno o interrogatório de Luiz Inácio Lula da Silva para 10/05/2017, às 14:00.

Comuniquem-se o Ilmo. Sr. Secretário de Segurança Pública do Estado do Paraná e o Ilmo. Sr. Superintendente da Polícia Federal do Paraná.

Desde logo, esclareço que, na referida audiência, será, por questões de segurança, permitida somente a presença do MPF, dos advogados do Assistente de Acusação, do acusado e de seus advogados e dos defensores dos demais acusados, sem exceções.

Curitiba, 26 de abril de 2017.

_____________

Manoel Ramires
Terra Sem Males
Foto: Lula Marques / AGPT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *