MPF vira piada na denúncia contra Lula

Compartilhe esta notícia.

por Manoel Ramires
Pinga-fogo, Terra Sem Males

O maior esquema de corrupção de todos os tempos. O chefe de uma organização criminosa. Uma propinocracia. Várias frases de efeito que viraram pó com a síntese da coletiva que denunciou o ex-presidente Lula: “Não temos prova. Mas temos convicção”.

Como assim o líder da maior organização criminosa do Brasil atuando desde 2002 em um esquema de mais de 70 bilhões de reais não tem provas contra ele? Pois é, mas é assim. Em um esquema dessa magnitude Lula se beneficiou, segundo a acusação, de um apartamento com reformas que não foram entregues, do aluguel de um box e de um sítio que tem dono. Ora, um bilhão ou um centavo, corrupção é corrupção. Exatamente. O problema é que a denúncia não tem provas, mas apenas desejo.

Escutas

É curioso que os promotores da Lava Jato não tenham apresentado nenhuma mísera delação premiada dos empreiteiros contra Lula. Já os R$ 10 milhões de Michel Temer, ou os R$ 23 milhões de José Serra, ou ainda o “esquema de Aécio todo mundo conhece” foram delatados e cuidadosamente deixados de lado. Já Lula, dos áudios vazados com a presidenta Dilma, não aparece um áudio mostrando como ele operava o maior esquema de corrupção nacional. Lula devia manipular por sinais de fumaça, mas não tenho certeza disso.

Coletiva Power Point

Mais uma vez, os promotores da Lava Jato fizeram um favor a Lula. Após meses de investigação, apresentaram como indícios, já que provas não têm, os mesmos fatos já narrados exaustivamente. Mas pelo menos com uma inovação: desenharam no power point para todos entenderem.

Frases embaralhadas

Aliás, já que ninguém tem muita convicção de muita coisa, podemos tirar a citação a Lula, se acharem melhor, pois é certo que ele será culpado pelo “domínio do fato”, afinal,  a investigação do MPF é pela família, ordem e progresso e não reclame, trabalhe. Enfim, falam muito.

anuncio-tsm-posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *