New York Times chama Congresso Nacional de circo da corrupção

Compartilhe esta notícia.

Jornalista aponta que sistema político brasileiro é viciado.

Por Manoel Ramires
Terra Sem Males

O Congresso Nacional brasileiro é uma grande novela que tem em seu elenco 594 atores (deputados e senadores) com personagens acusados de homicídio e tráfico de drogas, jogadores de futebol, um campeão de judô, outra personalidade sertaneja da música, um palhaço e “homens barbudos na liderança de um partido de mulheres”. Esse é o raio-X feito por Andrew Jacobs para a edição latino americana do jornal New York Times.

No artigo, Jacobs comenta que o afastamento da presidente Dilma Rousseff foi um processo político e que seus julgadores “enfrentam processos na justiça por improbidade administrativa, acusações de sequestro”. No perfil, ainda destaca que 28 partidos “não representam nenhuma ideologia ou programa de governo e que simplesmente são veículos do clientelismo e do fisiologismo”.

O artigo critica o modelo político brasileiro, baseado no presidencialismo de coalização. Neste sistema, para ter “governabilidade”, o presidente paga um preço pela lealdade, trocando ministérios por votos no Congresso. Em alguns casos, o apoio político vem por meio da corrupção. Jacobs cita o mensalão e a Operação Lava Jato como modelos de “financiamento” da governabilidade.

O artigo, em espanhol, pode ser lido na íntegra neste link

anuncio-tsm-posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *