Para diretor da RBS sites de esquerda não podem ser financiados

Compartilhe esta notícia.

Parte do dinheiro envolvido na Operação Zelotes, que pode ser maior que a Lava Jato e que a RBS é acusada de envolvimento. Foto: Polícia Federal

Marcelo Rech, jornalista e um dos diretores do grupo RBS, afiliada à Rede Globo no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, escreveu no dia 03 de agosto um artigo no Jornal Zero Hora, que é do mesmo conglomerado, reclamando do investimento dos governos em sites e blogs independentes. Para Rech, “desde o início do governo Lula, houve uma proliferação de sites e blogs que, às custas dos cofres públicos ou de organismos paraestatais, se especializaram em detratar desafetos do PT.”

E ele vai além, sugere que este tipo de financiamento seja alvo da Operação Lava-Jato. Mas em momento algum o tal diretor fala da Operação Zelotes, aquela que investiga a sonegação do grupo que ele ajuda dirigir.

Qual é o incomodo dele? Os anunciantes, sejam do governo ou do setor privado, só podem investir na mídia tradicional? Os blogs independentes, que mostram o outro lado da versão deles não podem sobreviver? Ele tem medo de perder receita por ter que dividir com novos veículos? Qual o seu medo afinal?

O chargista Santiago Neltair Abreu, em seu perfil numa rede social, rebateu as críticas do representante dos empresários da seguinte forma: “Mas era só o que faltava a grande mídia, que já abocanha a parte do leão dos anúncios de governo, querer transformar isso em monopólio econômico deles (além do nocivo monopólio de opinião que já detém!!!).”

Joka Madruga
Terra Sem Males

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *