Professor da Unicamp fala sobre mercado de trabalho pós-crise de 2008

Compartilhe esta notícia.

Professor Paulo Baltar, da Unicamp, destaca avanço social na entrada tardia dos jovens ao mercado de trabalho. Foto: Paula Padilha.

Na tarde desta sexta-feira, 24 de abril, foi realizado mais um painel do Ciclo de Debates sobre Economia do Trabalho e Sindicalismo promovido pelo Instituto Democracia Popular na sede do Sindicato dos Engenheiros (Senge), em Curitiba.

O professor Paulo Baltar, da Unicamp, falou sobre a situação do mercado de trabalho brasileiro no pós-crise de 2008, traçando um comparativo com o crescimento da economia e com a evolução do Produto Interno Bruto (PIB).

Para o professor, a principal característica do mercado de trabalho no Brasil no comparativo entre os anos de 2004 e 2013 é a expressiva redução no número de jovens entre 15 e 19 anos que estão ocupados (empregados, assalariados, não remunerados) ou procurando empregos. Esses jovens passaram a estudar mais e somente depois procurar ocupação. O índice caiu de 50,7% em 2004 para 40,9% em 2013, representando uma profunda transformação social no país.

Acesse o link com a matéria completa sobre o painel.

Por Paula Padilha
Terra Sem Males

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *