PT de Curitiba lança plano de governo participativo

Compartilhe esta notícia.

No próximo dia 7 partido deve confirmar Tadeu Veneri como candidato a prefeito

Por Manoel Ramires
Terra Sem Males

O PT definiu em novembro de 2015 lançar candidatura própria em Curitiba. O nome a ser lançado no próximo dia 7, no Espaço Cultural dos Bancários, é do deputado estadual Tadeu Veneri. Para o partido, se entende que a gestão da cidade comandada por Gustavo Fruet (PDT) não é popular e que os militantes querem uma cidade diferente. Após o rompimento, o caminho próprio do PT se dá com o lançamento da ferramenta digital que busca construir plano de governo participativo.

A plataforma se desenvolve na web. No site www.acidadequeeuquero.org.br, a população e os militantes são convidados a descrever quais mudanças querem para Curitiba e fazerem propostas para serem incorporadas ao plano de governo em Curitiba. De acordo com João Paulo Mehl, responsável pelo site e pelas redes sociais, o processo de produção do conhecimento começa e termina livre. Qualquer organização ou entidade já pode utilizar a plataforma. “A intenção de ‘A cidade que eu quero’ é dialogar de forma direta com as diversas formas históricas de participação na construção de políticas. A plataforma retoma a origem do PT, dos núcleos de base, organizações por setor, pega todo esse conhecimento acumulado e potencializa conteúdos de forma atualizada. A plataforma é parte do processo do programa de governo”, destaca

O plano de governo virtual não deve substituir o debate interno do partido, tampouco experiências já acumuladas. A ideia é aliar o conteúdo partidário com novas ideias e pensamentos vindos justamente da população, como explica Simão Júnior: “”Não vamos deixar de fora outras experiências acumuladas no campo do PT. Essa ferramenta busca ampliar as sugestões da população, dos movimentos e das entidades na construção de nova cidade”, reforça.

Uma das missões do plano de governo digital e participativo é ouvir as pessoas e suas demandas. Algumas delas já foram explicitadas no encontro de lançamento. “A cidade que eu quero não tem caixas pretas como o ICI, tem o estado laico e inclui cada vez mais as mulheres numa Câmara de Vereadores ainda de perfil machista”, compara Marilena Silva.

Novos rumos

Para o deputado estadual Tadeu Veneri, que deve ser oficializado no dia 7 como candidato a prefeito de Curitiba, o PT não está acabado. O partido já passa por uma reformulação interna e no seu modo de agir. “Nós estamos vivendo um momento rico de transformação. Nós precisamos mostrar que Curitiba não é a cidade da maquiagem, que não tem moradia, que tem falta de vagas em cmei, que tem filas enormes de espera na saúde. Curitiba, com 1,8 milhões de habitantes, não tem uma rede de televisão para dizer o que ela pensa. Curitiba não pode ser a cidade do pensamento único. Ela precisa ser de todos os pensamentos e de todas cores”, sonha.

anuncio-tsm-posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *